iot terá 83 bilhões de dispositivos

IoT cresce 130% e alcança 83 bilhões de conexões até 2024

Paulo Brito
01/04/2020
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

Os dados estão no relatório “A Internet das Coisas: Consumidor, Serviços Industriais e Públicos 2020-2024”, publicado pela Juniper Networks

iot terá 83 bilhões de dispositivos

O número de conexões da Internet das Coisas chegará a 83 bilhões em 2024, contra 35 bilhões em 2020, o que representa um crescimento de 130% nos próximos quatro anos. Os dados estão no relatório “A Internet das Coisas: Consumidor, Serviços Industriais e Públicos 2020-2024”, publicado ontem pela empresa de redes Juniper Networks. 

A pesquisa mostra que o setor industrial é o participante mais forte no crescimento das conexões de IoT e prevê que ele terá uma participação de no mínimo 70% no total das conexões de IoT até 2024 – isso inclui manufatura, varejo e agricultura. O estudo estima que o surgimento de redes celulares privadas com boa relação custo-benefício poderá ser um fator-chave para o crescimento da IoT nos próximos quatro anos: é esperado, diz o trabalho, que a redução do custo da LTE nos próximos dois anos eleve a sua demanda e impulsione as redes 5G privadas.

Veja isto
Malware para IoT e malspam estão entre piores ameaças em 2020
Brasil é 2º em ataque a dispositivos de IoT

Com o número e a finalidade de dispositivos conectados aumentando rapidamente, as preocupações com ameaças à segurança também crescem. A pesquisa enfatiza que as redes IoT devem implementar etapas para maximizar a segurança em todas as camadas do seu ecossistema – e aconselha as empresas a implementar as medidas de segurança necessárias para se defenderem dos ataques cibernéticos. É sugerido o foco em duas áreas: o uso da segmentação de rede para mitigar os riscos cibernéticos e garantir que o gerenciamento do ciclo de vida dos ativos da rede seja mantido adequadamente.

Uma pesquisa semelhante da Extreme Networks já revelou que as organizações permanecem altamente vulneráveis a ataques baseados na IoT. A pesquisa, que entrevistou 540 profissionais de segurança em organizações na América do Norte, Europa e Ásia-Pacífico, descobriu que 84% das organizações possuem dispositivos de IoT em suas redes corporativas – e mais de 50% das organizações não mantêm as medidas de segurança necessárias e usam as senhas padrão que vêm nos dispositivos.

Com agências internacionais

Compartilhar:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest