Crédito: John Schnobrich/ Unsplash

Insatisfação com a segurança alcança 84% dos executivos

Um total de 84% dos 3.300 profissionais entrevistados em todo o mundo acredita que o ambiente de segurança precisa mudar
Da Redação
18/09/2022

A ManageEngine divulgou durante sua primeira conferência de usuários no Brasil, ocorrida em São Paulo de 14 a 15 de setembro, os resultados do estudo “A TI no trabalho: 2022 e o futuro”. Um total de 84% dos 3.300 profissionais entrevistados em todo o mundo acredita que o ambiente de segurança precisa mudar para garantir a proteção de suas empresas contra ciberataques. Somente 2% estão satisfeitos com o ambiente atual. Dos entrevistados, 200 são decisores em TI e outras áreas empresariais em organizações brasileiras.

Veja isso
Caça a vulnerabilidades começa 15 minutos após publicação
Yandex Forms: aviso falso de quebra de copyright libera trojan

Outros resultados importantes da pesquisa:

  • Apenas 13% dos entrevistados acreditam que a responsabilidade de proteger as organizações dos ciberataques é de todos os funcionários; em vez disso, responsabilizam principalmente as equipes de TI e de segurança;
  • 96% dos respondentes concordam que a Inteligência Artificial (IA) e o Machine Learning (ML) irão desempenhar um papel significativo no fortalecimento das estruturas de segurança de TI em um futuro próximo;
  • Dos tomadores de decisão em TI, 79% acreditam que a TI desempenhará um papel mais importante na definição das estratégias para as suas organizações nos próximos cinco anos. A TI é também considerada por quase todos (95%) como sendo mais responsável pela inovação empresarial do que nunca;
  • No entanto, apenas 34% dos tomadores de decisões de negócios disseram que os seus departamentos de TI têm autoridade total para impedir decisões empresariais baseadas em questões técnicas ou de segurança;
  • Dos entrevistados brasileiros, 87% disseram que os funcionários não pertencentes ao setor de TI nas suas organizações têm mais conhecimentos sobre TI do que tinham antes da pandemia da COVID-19, em comparação com 77% a nível global;
  • Quanto ao maior obstáculo para os trabalhadores tirarem o máximo proveito das tecnologias que utilizam atualmente, 49% dos tomadores de decisões empresariais reconhecem que é a falta de treinamento;
  • Dos entrevistados, 64% acreditam que a importância do papel da TI nas empresas será cada vez mais reconhecida no futuro se as organizações descentralizarem as suas funções de TI. Contudo, a manutenção da segurança será o maior desafio que terão de enfrentar.  

“O estudo tem informações muito importantes sobre o mercado de TI e suscita reflexões necessárias para as empresas no Brasil, bem como em outros países. Acreditamos que esses dados podem orientar decisões relevantes dentro das empresas, levando os líderes a repensar toda a estrutura interna dos seus negócios, especificamente o departamento de TI, e a implementar novas soluções”, afirma Nirmal Kumar Manoharan, diretor regional da ManageEngine.

A ManageEngine, divisão de gerenciamento de TI empresarial da Zoho Corporation, encomendou a pesquisa à agência independente de estudos de mercado Vanson Bourne. O evento de dois dias, que ocorreu no World Trade Center em São Paulo, reuniu executivos da empresa, especialistas de produtos, clientes, parceiros e a imprensa. A programação incluiu ainda workshops técnicos e sessões de treinamento para os clientes, bem como oportunidades para eles se relacionarem com os seus pares da indústria.

Compartilhar: