virgin media

Indenizações da Virgin Media podem ir a 4 bilhões de Libras

Da Redação
29/03/2020
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

O pedido de compensação por problemas financeiros e emocionais pode totalizar a média de £5.000 por pessoa, segundo um escritório de advocacia de Londres

virgin media

Clientes da Virgin Media, empresa de telecom britânica cujo banco de dados vazou no ano passado com registros de 900 mil pessoas, já está sendo processada por muitos deles. Há cálculos estimando que a empresa poderá ter de desembolsar mais de £ 4,5 bilhões (US$ 5,6 bilhões) conforme a quantidade de clientes a ser indenizada. 

O vazamento aconteceu entre abril de 2019 e o final de fevereiro de 2020: nesse intervalo, um banco de dados mal configurado ficou expondo informações dos clientes, incluindo naturalmente seus nomes completos, endereços de email, datas de nascimento e números de telefone de contato. Nos casos de alguns usuários, o banco de dados expunha solicitações para bloquear ou desbloquear conteúdo pornográfico ou explícito. Se acessados, os dados podem ter dado a cibercriminosos meios para iniciar ataques de phishing de clientes e para fazer chantagem.

Veja isto:

UE multa empresas em € 114 milhões por violarem GDPR


Vazamento de dados pode render multas milionárias

A firma de advocacia britânica Your Lawyers, especializada em compensações de violação de dados e em defesa do consumidor, já está representando clientes da Virgin Media que buscam indenização por causa do vazamento. Aqueles que receberam a confirmação de que seus dados vazaram poderão ter direito a uma indenização de milhares de libras, diz a firma. A reivindicação de compensação média por problemas financeiros e emocionais pode totalizar £5.000 por pessoa.

“A Virgin Media não tomou as medidas necessárias para manter os dados dos clientes em segurança”, disse Aman Johal, diretor da Your Lawyers, em comunicado. “É vital que a empresa entenda a gravidade dessa violação”.  A firma já abriu ações em casos célebres na Justiça do Reino Unido, incluindo o escândalo de emissões da Volkswagen, que tem milhares de ações. Para para as vítimas do “Escândalo de Implantes Mamários PIP” (França), já foram recuperados segundo a Your Lawyers mais de 1,2 milhão de Libras.

Compartilhar:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest