Incêndio de data centers da OVH pode ter começado em dois inversores

Hipótese foi comentada pelo fundador Octave Klaba; fogo deixou fora do ar quatro data centers, 16 mil clientes, 3,6 milhões de servidores
Da Redação
12/03/2021
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

O fundador e CEO da OVH, o francês Octave Klaba, publicou ontem em seu Twitter um vídeo com explicações iniciais para a origem do incêndio que destruiu o data center SBG2 e ainda queimou quatro salas das 12 que existem no SBG1, ambos em Estrasburgo, na França. “A origem do incêndio ‘ainda é muito vaga”, disse Klaba. “O data center de onde começou o incêndio é de 2011, mas diante das imagens térmicas tiradas pelos bombeiros do lado de fora do prédio em chamas, estariam envolvidos dois inversores” (*).

Como existem nesse site quatro data centers e como a prefeitura cortou o fornecimento de energia elétrica, no total, entre 12.000 e 16.000 clientes foram impactados pelo incêndio, de acordo com a OVH. Como alguns clientes hospedam sites, o número total de sites afetados é muito maior do que o total de clientes: 464.000 diferentes nomes de domínio (incluindo 59.600 franceses) e 3,6 milhões de servidores web ligados à OVH ficaram inacessíveis após o incêndio, conforme avaliou a empresa americana Netcraft. Ontem, a OVH informou não ter podido confirmar quaisquer perdas de dados definitivas, argumentando que, dependendo dos backups ou serviços contratados, “existem tantas possibilidades quantos clientes”. “A OVH não faz backup dos dados e conteúdos do cliente”, especifica a empresa nas suas condições de utilização de servidores dedicados. O estúdio de videogames britânico Facepunch, editor do Rust, e o aplicativo Meteociel, da França, anunciaram no Twitter a perda irreversível de dados.

Em seu Twitter, Klaba afirmou que a OVH planeja reiniciar as operações do SBG1, do SBG4 e das suas redes na próxima segunda-feira dia 15, e do SBG3 na sexta-feira dia 19 de março. Ele afirmou que a empresa tem grande estoque de servidores e que pretende instalar 10 mil deles em três a quatro semanas. Não haverá qualquer custo para os clientes.

No vídeo que gravou para comentar as causas do incêndio, Klaba disse que “em um desses dois inversores, fizemos intervenções pela manhã. Um técnico que opera a manutenção trocou muitas peças por dentro. Ele ligou o inversor à tarde e tudo parecia estar funcionando bem”, continuou Octave Klaba. “Essa velocidade de propagação é que foi estranha. Após os primeiros alarmes, às 00h47, os técnicos no local responderam rapidamente, mas viram muita fumaça imediatamente, então, após um ou dois minutos, decidiram deixar o data center porque ele se tornou muito perigoso para que alguém ficasse lá dentro”, explicou o empresário. “Essa velocidade de fogo, essa velocidade de propagação deixa uma pergunta: como começou e por que começou tão rápido”, continuou.

“As investigações estão em curso, de momento não há certezas, mas estamos no caminho de concluir que foi um acidente. Soubemos também pela Procuradoria de Estrasburgo que dadas as condições do edifício os técnicos não conseguiram fazer constatações no interior dele sobre o início do incêndio”, acrescentou.

Com os dados de vídeo que os técnicos da OVH estão capturando, “vamos analisar para perceber precisamente o que aconteceu (…) e tirar todas as consequências”, explicou Octave Klaba. “Se há coisas para mudar nos data centers, e há, nós faremos as mudanças para que essa situação nunca mais aconteça”, finalizou.

(*) Inversores são dispositivos eletrônicos utilizados em geral para transformar corrente contínua (gerada por exemplo em no breaks) em corrente alternada.

Compartilhar:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

Inscrição na lista CISO Advisor

* campo obrigatório