Inatel abre laboratório de segurança com tecnologia da Huawei

Apoio da empresa à faculdade será feito por meio de transferência de tecnologia, capacitação e suporte
Da Redação
28/03/2021
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

O Inatel, Instituto Nacional de Telecomunicações, inaugurou na quinta-feira dia 25 de março seu Centro de Segurança Cibernética, que segundo a instituição é “uma iniciativa voltada a segurança dos sistemas de informação e comunicações que servem às empresas, ao governo, e a toda a sociedade”. O Inatel é uma faculdade localizada em Santa Rita do Sapucaí, no sul de Minas Gerais, que forma profissionais no setor de telecomunicações e tecnologia. O CSC do Inatel conta com o apoio da Huawei, por meio de transferência de tecnologia, capacitação profissional e suporte à criação do centro.

A inauguração foi deita num painel virtual do qual participaram o diretor de cibersegurança da Huawei no Brasil, Marcelo Motta, Nathalia Lobo, representante do Ministério da Comunicações, Gustavo Santana, superintendente e coordenador do grupo de trabalho em cibersegurança da Anatel, Paulo Martins, diretor de cibersegurança da Claro, e Jacqueline Lopes, representante da Ericsson.

Veja isso
Huawei rebate declaração de conselheiro de Segurança dos EUA
FCC aponta Huawei e ZTE como ameaças à segurança nacional

Carlos Nazareth, diretor do Inatel, agradeceu dizendo que “o apoio imediato da Huawei ao desenvolvimento do Centro, mostra a relevância deste trabalho e demonstra a confiança da Huawei na parceria com o Inatel. Uma parceria de tantos anos que se fortalece para encarar os desafios de um mundo que se transforma digitalmente”.

A Huawei e o Inatel são parceiros há 18 anos, por meio de quatro laboratórios em redes de telecomunicações fim-a-fim. pelos laboratórios passaram mais de 10 mil alunos em cursos para os mercado de tecnologias da informação e comunicação. Os cursos são direcionados a profissionais que trabalham com TIC e desejam obter as certificações da Huawei. Elas são aceitas mundialmente e comprovam a qualificação do profissional para trabalhar com os equipamentos da empresa. O Inatel é a primeira instituição brasileira a ter autorização para ministrar cursos, sob o título HANA (Huawei Authorized Network Academy).

Em outra frente da parceria, as instituições têm desde 2017 o programa Fábrica de Talentos. Os estudantes de engenharia participam de um programa de treinamento de 720 horas em tecnologias Huawei para implantação e otimização de redes. No programa de estágio remunerado, a Huawei recebe anualmente 80 alunos do Inatel. Cerca de 30% dos estagiários são contratados como engenheiros para dar suporte ao atendimento das operadoras em todo o país. Hoje, o Fábrica de talentos conta com 160 engenheiros e 130 estagiários.

Com assessoria de imprensa

Compartilhar:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

Inscrição na lista CISO Advisor

* campo obrigatório