cloud-2537777_640.jpg

i3forum abre grupo de trabalho para combater fraude A2P

Volume de fraudes com A2P, incluindo troca de chip, já está dando um prejuízo de US$ 1,5 bilhão para as operadoras de rede móvel
Da Redação
31/07/2020

O i3Forum, organização que reúne as maiores operadoras de telecomunicações do mundo (incluindo TIM e Telefónica), anunciou na tarde de quarta-feira a formação de um grupo de trabalho específico para o combate às fraudes com as mensagens A2P (os SMS enviados pelos aplicativos ou mensagens ‘application to person’). As principais funções do grupo incluem fornecer insights avançados, conhecimento e proporcionar colaboração entre os líderes do setor.

Um estudo da Mobilesquared e da Tata Telecommunications indica que o setor de mensagens A2P faturava US$ 11,86 bilhões em 2017 e poderá alcançar US$ 26,61 bilhões de receita até 2022. No entanto, o mesmo estudo também destaca a preocupação das operadoras de rede móvel (MNOs) com a elevação do número de fraudes com A2P, que estão dando um prejuízo de US$ 1,5 bilhão.

Veja isso
Twitter desativa serviço de SMS por motivo de segurança
Golpe com SMS rouba credenciais de iPhones

As MNOs consideravam coleções de SIM (SIM farms), rotas nebulosas e spam (smishing) como as três principais ameaças relacionadas à monetização do A2P. O estudo indica que as fraudes de mensagens A2P estavam roubando quase 9,4% da receita total. Os fraudadores começaram a abusar das mensagens de texto A2P com uma combinação de ataques de engenharia social e soluções técnicas como spam, smishing, hacking de acesso, rotas cinzentas, SIM farms, SIM swaps e muito mais.

Participam do grupo do i3Forum, inicialmente, AT&T, BICS, Deutsche Telekom ICSS, Lanck Telecom, Orange, OTE Globe, PCCW Global, Sparkle e Tata Communications. Os objetivos iniciais são promover o compartilhamento de informações e a educação mútua sobre o combate à fraude de mensagens entre operadoras, identificando as melhores práticas em diferentes ambientes regulatórios. O grupo de trabalho deverá colaborar para combater a fraude de mensagens em todo o setor, resolvendo desafios do mercado com novas idéias e soluções.

O grupo vai interagir com o Mobile Ecosystem Forum (MEF), um órgão comercial global que atua na solução de problemas que afetam o ecossistema móvel. O MEF foi pioneiro no combate à fraude de mensagens e seu Código de Conduta A2P SMS já estabelece as melhores práticas para combate a todos os principais tipos de fraude, definidos e mapeados na Estrutura de Fraude de Mensagens Corporativas do MEF. Um dos primeiros resultados do grupo de trabalho do i3Forum será sua contribuição para o Código de Conduta do MEF.

Outro dos objetivos preliminares é criar um Código de Conduta e um Documento de Classificação, para definir os vários tipos de esquemas de fraude, os tipos de disputas e recomendações sobre como resolver esses problemas para as operadoras. Para isso, já foi feita uma pesquisa com os membros, cujos desafios no combate às mensagens fraudulentas foram compartilhados com o grupo. O grupo de trabalho deverá apresentar soluções para todos os tipos de fraude de mensagens, incluindo roubo de identidade, roubo de dados, manipulação de rede e exploração comercial.

O líder do grupo será Anurag Aggarwal, da Telstra (Austrália). Segundo ele, “a fraude de mensagens afeta todo o ecossistema de telecomunicações e pode resultar em perda de receita, reputação e confiança. Nosso objetivo é aprimorar as medidas de prevenção de fraudes e sua adoção para proteger todos os tipos de agentes do setor, de operadoras a agregadores, MNOs, empresas e usuários finais”.

Com agências internacionais

Compartilhar: