Impressora.jpg

HP adere a programa para segurança de impressoras

Da Redação
20/02/2020
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

Empresa ingressou no programa de teste de validação de segurança do Buyers Lab (BLI) para impressoras e multifuncionais

Impressora.jpg

A HP anunciou que ingressou no programa de teste de validação de segurança do Buyers Lab (BLI) para impressoras e multifuncionais para ajudar a impulsionar padrões mais rigorosos em segurança dos equipamentos.

Dispositivos de endpoint, como impressoras de escritório, provaram ser pontos fracos de segurança para empresas de todos os tamanhos nos últimos anos, principalmente devido ao fato de as impressoras modernas serem produzidas com várias formas de conectividade incorporada, sem a mesma sofisticação de segurança. As impressoras tornaram-se, portanto, um alvo atraente para os ciberataques que buscam um acesso fácil às redes corporativas.

O programa de teste de validação de segurança BLI foi projetado para verificar as impressoras que passam por ele, para que estejam equipadas para combater ameaças cada vez mais sofisticadas, ajudando assim a estabelecer padrões para que os clientes possam selecionar as melhores opções para a postura de segurança desejada.

“Nossa decisão de participar desse programa de testes é motivada pelo desejo de ajudar a elevar a fasquia para todo o setor”, disse Tuan Tran, presidente de negócios de imagem, impressão e soluções da HP, ao site InfoSecurity. “Acreditamos que mais pode e deve ser feito para mitigar riscos de segurança. Este é um passo importante para impulsionar padrões mais rigorosos do setor para dispositivos IoT, como impressoras, e levar nosso setor a um padrão mais alto. Incentivamos todos os nossos colegas do setor a se unirem a esse esforço.”

Como participante inaugural do programa de teste de validação de segurança BLI, a HP passou nas duas primeiras rodadas de teste e ganhou os selos de teste de validação de segurança por penetração de dispositivos e conformidade com políticas da plataforma de firmware HP FutureSmart v4 Enterprise.

A notícia chega um ano e meio depois de a HP se tornar a primeira empresa a lançar um esquema de recompensa por bugs dedicado a serviços de impressão, oferecendo recompensas de até US$ 10 mil para pesquisadores que relatarem corretamente vulnerabilidades em sua tecnologia de impressão.

Compartilhar:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest