hands-1063442_640.jpg

Honeywell adquire a SCADAfence, empresa de segurança de OT

O SCADAfence traz recursos para descoberta de ativos, detecção de ameaças e governança de segurança, essenciais para segurança cibernética industrial e predial
Da Redação
10/07/2023

A Honeywell anunciou nesta quarta-feira, 10, a compra da SCADAfence, fornecedora de soluções de segurança cibernética de tecnologia operacional (OT) e internet das coisas (IoT) para monitoramento de redes de grande escala. O SCADAfence traz recursos para a descoberta de ativos, detecção de ameaças e governança de segurança, que são essenciais para a segurança cibernética industrial e predial.

Estudos estimam que o setor de segurança cibernética de OT crescerá para mais de US$ 10 bilhões nos próximos anos. Particularmente no setor industrial, os ataques cibernéticos focados em sistemas de OT podem ser uma fonte significativa de tempo de inatividade não planejado, com estimativas de que o tempo de inatividade não planejado representa mais de US$ 1 trilhão em receita perdida para os setores de infraestrutura crítica e industrial.

“É essencial proteger e manter a integridade dos sistemas operacionais, como equipamentos de controle de processo em instalações de fabricação. Uma simples violação no ambiente de OT tem o potencial de criar riscos de segurança e continuidade de negócios para organizações de todos os tamanhos. Os ativos OT são inerentemente diferentes daqueles no ambiente de TI, pois são específicos do domínio. A Honeywell fornece e instala esses sistemas há décadas, e é por isso que lançamos nosso negócio de segurança cibernética há mais de 20 anos. Adicionar o portfólio de produtos SCADAfence fortalecerá nossas capacidades e ajudará nossos clientes a se defenderem contra os riscos de segurança cibernética que estão aumentando progressivamente”, disse Kevin Dehoff, presidente e CEO da Honeywell Connected Enterprise.

O portfólio de produtos SCADAfence se integrará ao pacote Honeywell Forge Cybersecurity+ da Honeywell Connected Enterprise, braço de software da Honeywell com foco estratégico em digitalização, sustentabilidade e ofertas e soluções SaaS de segurança cibernética OT. Essa integração permitirá que a Honeywell forneça uma solução de segurança cibernética corporativa de ponta a ponta para gerentes de site, gerenciamento de operações e CISOs que buscam gerenciamento de segurança corporativa e consciência situacional.

A aquisição fortalece os recursos existentes em segurança cibernética e reforça o portfólio de segurança cibernética OT de alto crescimento da Honeywell, ajudando os clientes a operar com mais segurança, confiabilidade e eficiência.

“O SCADAfence é um complemento ideal para o portfólio de segurança cibernética OT da Honeywell e, quando combinado com o pacote Honeywell Forge Cybersecurity+, permite-nos fornecer uma solução de ponta a ponta com aplicabilidade para ativos, sites e empresas nos principais setores da Honeywell”, disse Dehoff . “Ao aprimorar nosso portfólio de segurança cibernética, estamos acessando um mecanismo de crescimento e permitindo que nossos clientes operem seus ambientes OT com mais segurança e ajudem a evitar interrupções e possíveis eventos catastróficos.”

Veja isso
Alerta para controladores Honeywell ACE e Experion
USB traz risco elevado em OT, alerta Honeywell

O CEO da SCADAfence, Elad Ben Meir, disse que essa união [das duas empresas] cria uma oportunidade significativa de crescimento, permitindo combinar os produtos de segurança cibernética de OT da companhia com uma das empresas líderes em software industrial. “Com esta aquisição, estamos preparados para fornecer algumas das tecnologias de segurança OT mais avançadas para a ampla base de clientes da Honeywell, reforçando a oferta abrangente Honeywell Forge Cybersecurity+. operar.”

A SCADAfence tem sede em Tel Aviv, Israel, e expandirá o Centro de Excelência em Cibersegurança da Honeywell na cidade da costa israelense. A Honeywell implementa soluções de segurança cibernética de OT há mais de 20 anos, entregando milhares de projetos em mais de 130 países. A empresa emprega mais de 500 funcionários em todo o mundo, focados especificamente em segurança cibernética OT.

A expectativa é que a transação seja concluída neste semestre, sujeita às condições habituais de fechamento, incluindo o recebimento de certas aprovações regulatórias.

Compartilhar:

Últimas Notícias