Hackers violam sistemas do Tribunal Penal Internacional

Da Redação
20/09/2023

O Tribunal Penal Internacional (TPI), encarregado de julgar pessoas acusadas de genocídio, crimes contra a humanidade, crimes de agressão e crimes de guerra, divulgou um ataque cibernético nesta terça-feira, 19, depois de descobrir na semana passada que seus sistemas haviam sido violados. “No final da semana passada, os serviços do tribunal detectaram atividade anômala afetando seus sistemas de informação”, disse o TPI. “Foram adotadas medidas imediatas para responder a este incidente de cibersegurança e mitigar o seu impacto.”

A organização disse que está investigando o incidente com a ajuda das autoridades holandesas, já que a Holanda é o país anfitrião do TPI. “A corte agradece ao país anfitrião pela excelente cooperação e pela resposta imediata e apoio fornecidos em relação a este incidente”, disse o TPI.

Veja isso
Tribunal dá razão a Snowden e considera ilegal programa da NSA
Tribunal de Israel nega pedido da Anistia Internacional contra NSO

O tribunal também delineou planos para intensificar os esforços para fortalecer suas defesas de segurança cibernética, incluindo acelerar a adoção da tecnologia em nuvem. No momento, não há informações disponíveis sobre a extensão da natureza e do impacto do ataque cibernético nos sistemas do TPI ou se os perpetradores conseguiram acessar ou exfiltrar quaisquer dados ou arquivos de sua rede. O tribunal revelou apenas que “continua a analisar e mitigar o impacto deste incidente”, focando-se em “garantir que o trabalho central do Tribunal continue”.

Compartilhar: