office-625892_640.jpg

Hackers usam AdSense para bombardear sites com alarmes de fraude

Da Redação
19/02/2020
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

Campanha por e-mail usaserviço de publicidade do Google para extorquir websites

office-625892_640.jpg

Os especialistas em segurança estão alertando para uma nova campanha de extorsão por e-mail que ameaça bombardear sites usando o AdSense, serviço de publicidade do Google, com tráfego falso, acionando, assim, os sistemas antifraude do sistema de buscas.

O proprietário de um site alega ter recebido exatamente essa ameaça. Os cibercriminosos exigiam US$ 5 mil em bitcoin, ou então bombardeavam o site com tráfego direcionado por bots. Eles diziam que acionariam alarmes com o Google e forçariam o gigante da tecnologia a suspender a conta do AdSense do proprietário do website, privando-o de uma valiosa receita de publicidade.

Os cibercriminosos diziam que, em seguida, seria colocado um limite de veiculação de anúncios em sua conta de editor e toda a receita seria reembolsada aos anunciantes. “Isso significa que a principal fonte de lucro do seu site será temporariamente suspensa”, afirmava o e-mail.

“Levará algum tempo, geralmente um mês, para o AdSense aumentar sua proibição de anúncios, mas se isso acontecer, teremos todos os recursos necessários para inundar seu site novamente com tráfego da web de má qualidade, o que levará a uma segunda proibição do AdSense que poderia ser permanente”, prosseguia o e-mail.

O próprio Google afirmou que essas ameaças são raras e, em qualquer caso, possui as ferramentas para detectar e impedir que sabotagens como essa sejam bem-sucedidas. O gigante das buscas recomenda que os proprietários de sites sujeitos a essas ameaças preencham um formulário online ou visitem sua página de ajuda sobre sabotagem.

Compartilhar:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest