HackerOne alcança 2 mil clientes e cresce 70% na Europa

Em maio de 2020, a HackerOne atingiu a marca de US$ 100 milhões pagos a hackers por relatórios de vulnerabilidade
Da Redação
09/03/2021
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

A plataforma de bug bounty HackerOne fechou seu ano fiscal de 2020 anunciando ontem ter superado a marca de 2 mil clientes e crescido 50% em receita. O comunicado do fechamento incluiu a informação de que o conselho de administração da empresa conta agora com a presença de Phil Venables, CISO do Google Cloud. Só o produto HackerOne Pentest teve um crescimento de 450% no ano.

Veja isso
Hacker ético ganha US$ 1 milhão em prêmios em apenas um ano
Hackers descobrem uma vulnerabilidade a cada 2 minutos e meio

Segundo a HackerOne, quase 50% das novas vendas vieram de empresas com faturamento superior a US$ 1 bilhão em receita; e aproximadamente 70% dos clientes têm mais de um seviço contratado, com o objetivo de reduzir o risco em suas superfícies de ataque. O HackerOne agora tem parceria com quase 25% das empresas Fortune 100 nos EUA, conectando-as a hackers especializados para defender ambientes de missão crítica na web, móvel, nuvem, código aberto, cadeia de fornecedores e mais superfícies de ataque. Em junho de 2020, o HackerOne estendeu sua oferta Pentest para organizações europeias, o que contribuiu para o crescimento substancial do continente: na Europa, a adoção do HackerOne aumentou quase 70% informa o comunicado.

Os setores que mais apresentaram crescimento na contratação de serviços da empresa no ano de 2020 foram aviação (129%), serviços financeiros (126%), varejo e comércio eletrônico (90%), saúde (62%) e hospitalidade (61%). A HackerOne acredita que isso foi devido à digitalização acelerada pela crise de covid-19: isso forçou as empresas a enviar novos produtos e serviços em ritmo mais rápido, processar novas formas de pagamento e aumentar a dependência de ativos da web. Ao mesmo tempo, disse a empresa,esses clientes reconheceram que os hackers foram capazes de se adaptar às novas superfícies de ataque.

Em maio de 2020, a HackerOne atingiu a marca de US$ 100 milhões pagos a hackers por relatórios de vulnerabilidade: “Prevemos que os hackers éticos ganharão US$ 1 bilhão em recompensas por bugs em cinco anos. Nove hackers ganharam mais de US$ 1 milhão desde 2019, e um deles já ultrapassou a marca de US$ 2 milhões”, informou a empresa.

Com agências internacionais

Compartilhar:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

Inscrição na lista CISO Advisor

* campo obrigatório