Governo restringe vôos de drones na China

Da Redação
29/06/2024

O Ministério de Segurança do Estado (MSS) da China emitiu um alerta sério para os usuários de drones do país, para que evitem o vazamento de segredos de Estado no decurso das suas atividades: já foram registados vários casos em que proprietários de drones divulgaram informações de importância e colocaram em risco a segurança nacional segundo o Ministério.

Veja isso
Blackwood, grupo APT alinhado à China, descarta malware NSPX30
Trump ordena avaliação de riscos de segurança de drones chineses

Num desses casos, um homem fotografou o mais novo navio de guerra da China e não resistiu à tentação de exibir as fotos em fóruns da Internet e pagou o entusiasmo com um ano de prisão. Outro quis testar seu drone em uma área restrita e sua localização custou cerca de US$ 16.500 informou o governo. Agora, os pilotos precisarão obter permissão oficial para voar em áreas restritas. Além disso, todos os trabalhos de levantamento e mapeamento geodésico exigem agora um certificado especial. É desta forma que as autoridades pretendem garantir o controlo sobre a recolha de dados geográficos sensíveis.

É dada especial atenção aos operadores estrangeiros: eles estão completamente proibidos de realizar qualquer trabalho com drones na China.

O reforço dos controles sobre a utilização de drones faz parte de um programa global para melhorar as medidas de contra-espionagem. A tendência também ocorre nos Estados Unidos, onde o fabricante chinês de drones DJI enfrenta a ameaça de proibição de vendas. As autoridades americanas temem que os dados recolhidos pelos drones DJI possam acabar na posse do governo chinês. Em resposta, a empresa promete implementar medidas para melhorar a segurança, incluindo modo de armazenamento local de dados.

Compartilhar: