Governo escocês proíbe TikTok em meio a temores de segurança

A medida foi tomada após o parlamento europeu ter anunciado que o aplicativo estava sendo bloqueado em seus dispositivos e redes na última proibição imposta à empresa
Da Redação
26/03/2023

Depois de o governo dos EUA e a Comissão Europeia, braço executivo da União Europeia (UE), terem solicitado que todos os órgãos da administração federal removessem o TikTok de seus dispositivos corporativos, agora é a vez do governo escocês exigir o banimento do aplicativo de vídeos curtos, que pertence à empresa chinesa ByteDance, dos telefones celulares de funcionários e outros dispositivos corporativos após discussões com o governo do Reino Unido.

A medida foi tomada após o parlamento europeu ter anunciado na quinta-feira passada, 23, que o aplicativo estava sendo bloqueado em seus dispositivos e redes na última proibição imposta ao aplicativo de mídia social.

O ministro do gabinete escocês, Oliver Dowden, disse aos parlamentares há uma semana que o aplicativo de mídia social seria banido de todos os telefones do governo do Reino Unido. Ele fez o anúncio depois que preocupações de segurança foram levantadas sobre o uso do aplicativo de propriedade chinesa.

As novas medidas anunciadas se aplicarão a todos os dispositivos usados por ministros e funcionários públicos, mas a proibição não se aplica a dispositivos pessoais de ministros, funcionários do governo ou do público.

“Nossa decisão de proibir o uso do TikTok segue o envolvimento com o governo do Reino Unido sobre os possíveis riscos de rastreamento e privacidade de certos aplicativos de mídia social. Atualmente, há uso limitado do TikTok dentro do governo e necessidade restrita de funcionários usarem o aplicativo em dispositivos de trabalho. Esta proibição será implementada imediatamente. Não se estende a dispositivos pessoais usados pela equipe ou pelo público em geral”, vice-primeiro ministro escocês John Swinney.

Veja isso
Governo dos EUA dá 30 dias para agências banirem o TikTok
UE exige remoção do TikTok de dispositivos de trabalho

Um porta-voz do TikTok disse que a decisão é carregada de enganos. “Como dissemos, acreditamos que essas proibições são baseadas em equívocos fundamentais e impulsionadas por uma geopolítica mais ampla. Estamos prontamente disponíveis para nos reunir com o governo escocês para tratar de quaisquer preocupações, mas devemos ser julgados com base nos fatos e tratados da mesma forma que nossos concorrentes.”

Segundo ele, a empresa começou a implementar um plano abrangente para proteger ainda mais os dados de usuários europeus, “que inclui o armazenamento de dados de usuários do Reino Unido em nossos data centers europeus e o reforço dos controles de acesso a dados, incluindo a supervisão independente de nossa abordagem”.

Compartilhar:

Últimas Notícias