google meet 2020

Google Meet será liberado e gratuito em poucas semanas

Da Redação
29/04/2020
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
google meet 2020

Anúncio foi feito pelo Google Cloud e estará disponível para todos, bastando que tenha um login do Google. A plataforma vem anunciada como segura

O Google Cloud anunciou hoje que está tornando o Google Meet, solução premium de videoconferência do Google, gratuita para todos, com disponibilidade dentro das próximas semanas. Por enquanto a empresa está disponibilizando apenas uma página de inscrição. Mas a partir do início de maio, qualquer pessoa com um endereço de e-mail Google poderá também se inscrever e ter acesso ao Meet e aproveitar os mesmos recursos que estão disponíveis para os usuários empresariais e educacionais do G Suite, tais como agendamento simples e compartilhamento de tela, legendas em tempo real e variedade de layouts, incluindo a exibição em mosaico expandida.

Javier Soltero, vice-presidente da G Suíte, observa que agora, “com a diluição da fronteira entre trabalho e casa, o Google Meet pode oferecer o refinamento necessário para uma reunião de trabalho, uma exibição lado a lado para sua festa de aniversário on-line e também a segurança necessária para uma videochamada com seu médico. Estamos no meio de uma mudança mundial significativa, que afeta a comunicação do local de trabalho para as escolas e para casa. As pessoas querem ferramentas familiares e seguras que possam usar em todos os momentos de suas vidas”.


O Google investiu muito e tornou o Meet uma solução de videoconferência segura para escolas, governos e empresas de todo o mundo, e nos últimos meses acelerou o lançamento dos principais recursos solicitados para torná-lo ainda mais útil afirma o Google Cloud. A empresa informa que sejam hospitais apoiando pacientes via telessaúde, bancos trabalhando com solicitantes de empréstimos, varejistas ajudando clientes remotamente ou fabricantes interagindo com segurança com técnicos de armazém, empresas de todos os setores estão usando o Meet para se manterem conectadas.


Veja isso:
Zoom alcança 300M usuários e ganha criptografia de 256 bits
Cisco corrige vulnerabilidade grave na plataforma Webex

O Meet foi projetado segundo o Google Cloud para ser seguro em escala. Ele está hospedando 3 bilhões de minutos de videoconferências e ganhando cerca de 3 milhões de novos usuários todos os dias. Na semana passada, os participantes de reuniões do Meet ultrapassaram os 100 milhões.

Segurança do Google Meet

Estes são alguns itens de segurança padrão da plataforma:

  • Um forte conjunto de controles do host, como a capacidade de admitir ou negar entrada em uma reunião e silenciar ou remover participantes, se necessário
  • Usuários anônimos não podem participar de reuniões criadas por contas individuais
  • Os códigos de reunião são complexos por padrão e, portanto, resilientes à “adivinhação” de força bruta
  • O trânsito das videoconferências é criptografado e todas as gravações armazenadas no Google Drive são criptografadas
  • O serviço não requer plug-ins para uso na Web. Funciona inteiramente no Chrome e em outros navegadores, por isso é menos vulnerável a ameaças
  • Os usuários Meet podem inscrever sua conta no Programa de proteção avançada do Google.
  • Seus dados do Meet não são usados ​​para publicidade e o Google não vende os dados de usuários a terceiros

Encontre o endereço do Meet na próxima página.

Compartilhar:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest