Google, Amazon, Meta e OpenAI endossam acordo para IA segura

Empresas concordaram em cumprir um conjunto de salvaguardas sobre inteligência artificial intermediado pelo governo Biden
Da Redação
23/07/2023

Amazon, Google, Meta, Microsoft e outras empresas que lideram o desenvolvimento da tecnologia de inteligência artificial (IA) concordaram em cumprir um conjunto de salvaguardas mediado pelo governo do presidente Joe Biden. A Casa Branca disse na sexta-feira, 21, que intermediou compromissos das sete empresas com objetivo de garantir que seus produtos de IA sejam seguros antes de lançá-los. Alguns dos compromissos exigem a supervisão de terceiros sobre o funcionamento dos sistemas comerciais de IA, embora não especifiquem quem auditará a tecnologia ou responsabilizará as empresas.

A medida se deve à onda de ferramentas comerciais de IA generativa que surgiram nos últimos tempos, capazes de escrever textos convincentemente parecidos com os humanos e produzir novas imagens e outras mídias, bem como a preocupação com sua capacidade de enganar as pessoas e espalhar desinformação, entre outros perigos.

As quatro gigantes da tecnologia, juntamente com a OpenAI, fabricante do ChatGPT, e as startups Anthropic e Inflection, se comprometeram com testes de segurança “realizados em parte por especialistas independentes” para proteger contra grandes riscos, como biossegurança e segurança cibernética, disse a Casa Branca em um comunicado.

“Esses compromissos, que as empresas optaram por assumir imediatamente, destacam três princípios que devem ser fundamentais para o futuro da IA —segurança, proteção e confiança — e marcam um passo crucial para o desenvolvimento de uma IA responsável”, disse a Casa Branca em um comunicado.

“À medida que o ritmo da inovação continua acelerando, o governo Biden-Harris continuará lembrando essas empresas de suas responsabilidades e tomando medidas decisivas para manter os americanos seguros”, completou a nota.

Veja isso
EUA lançam plano para implantar estratégia cibersegurança
Hackers acham difícil que a IA substitua a ‘criatividade’ humana

A Casa Branca disse que também trabalhará com aliados e parceiros para estabelecer uma estrutura internacional forte para supervisionar o desenvolvimento e o uso da IA. Já foram consultados sobre os compromissos voluntários a Austrália, Brasil, Canadá, Chile, França, Alemanha, Índia, Israel, Itália, Japão, Quênia, México, Holanda, Nova Zelândia, Nigéria, Filipinas, Cingapura, Coreia do Sul, Emirados Árabes Unidos e Reino Unido.

A medida faz parte de um compromisso mais amplo do governo Biden de manter a segurança pública, os direitos e os valores de autogoverno e proteger os americanos de danos e discriminação, garantindo ao mesmo tempo que a IA seja desenvolvida com segurança e responsabilidade.

Compartilhar:

Parabéns, você já está cadastrado para receber diariamente a Newsletter do CISO Advisor

Por favor, verifique a sua caixa de e-mail: haverá uma mensagem do nosso sistema dando as instruções para a validação de seu cadastro. Siga as instruções contidas na mensagem e boa leitura. Se você não receber a mensagem entre em contato conosco pelo “Fale Conosco” no final da homepage.

ATENÇÃO: INCLUA newsletter@cisoadvisor.com.br NOS CONTATOS DE EMAIL

(para a newsletter não cair no SPAM)