business-3159208_1280.jpg

Golpistas faturaram US$ 7,7 bi com criptomoedas neste ano

Relatório revela que cerca de US$ 1,1 bilhão do total foram obtidos por cibercriminosos por meio de um golpe específico que teve como alvo usuários na Rússia e na Ucrânia
Da Redação
21/12/2021

A empresa de análise de blockchain Chainanalysis revelou detalhes sobre a devastação causada neste ano por cibercriminosos aos cofres de empresas e investidores com seus ataques e fraudes. De acordo com uma prévia do relatório “2022 Crypto Crime Report”, que será lançado em fevereiro do ano que vem pela consultoria, golpistas e cibercriminosos lucraram cerca de US$ 7,7 bilhões em criptomoeda de suas vítimas neste ano. Isso representa um aumento de 81% nas perdas na comparação com 2020.

Cerca de US$ 1,1 bilhão dos US$ 7,7 bilhões foram obtidos por cibercriminosos ​​por meio de um golpe específico que teve como alvo usuários na Rússia e na Ucrânia. Em sua análise, a Chainanalysis observa que os crimes envolvendo criptomoedas representam “uma das maiores ameaças à adoção das moedas virtuais”.

O número de depósitos em endereços de golpistas diminuiu de 10,7 milhões para 4,1 milhões, indicando uma queda de vítimas de golpes individuais. Entretanto, as táticas de lavagem de dinheiro dos golpistas permaneceram mais ou menos as mesmas, na comparação com o ano passado, uma vez que a maior parte da criptografia capturada transferida por meio de endereços de fraude acabou nas bolsas convencionais.

O golpe conhecido como “rug pull” (ou puxada de tapete, em tradução livre) foi uma das principais fontes do aumento nas perdas neste ano, representando 37% de toda a receita obtida com golpes de criptomoedas, que totalizaram cerca de US$ 2,8 bilhões. A cifra é 1% maior do que a registrada em 2020. 

Segundo a Chainanalysis, os golpes de rug pull são predominantes no DeFi porque, com o conhecimento técnico correto, é barato e fácil criar novos tokens no blockchain Ethereum ou outros e listá-los em trocas descentralizadas (DEXes) sem uma auditoria de código.

Veja isso
Hackers levam US$ 97 mi de bolsa de criptomoeda japonesa
Golpes com criptomoedas no YouTube somam quase US$ 9 mi

Ainda de acordo com a consultoria, embora a receita total com golpes tenha aumentado significativamente neste ano, ela permaneceu estável se forem desconsiderados os “puxões de tapete” e limitar a análise aos golpes de investimento. A análise da cadeia de golpes identificou que as redes de fraudes de investimento operaram de maneira diferente neste ano e que o número de golpes financeiros aumentou de 2.052 em 2020 para cerca de 3.300 neste ano.

Os especialistas em análise da cadeia de golpes também observaram que, anteriormente, esses golpes podiam continuar operando por um longo tempo, mas agora sua vida útil diminuiu consideravelmente, visto que as autoridades policiais e órgãos reguladores estão mais preocupados com isso.

De acordo com a Chainanalysis, o resultado da visualização de seu relatório é evitar novos tokens que ainda não foram submetidos a uma auditoria de código. “É um processo em que uma empresa terceirizada avalia o código do contrato inteligente por trás de outro projeto DeFi ou um novo token e confirma que as regras de governança do contrato são “rígidas e não contêm mecanismos que permitiriam aos desenvolvedores escapar com fundos de investidores”, diz a consultoria.

Além disso, os investidores devem estar cientes de tokens que não possuem materiais publicamente conhecidos, o que garante a legitimidade de um projeto. Isso inclui white paper, sites e tokens criados por indivíduos sem usar seus nomes reais.

Compartilhar:

Últimas Notícias