GMail bloqueia mais de 240 milhões de spams por dia sobre coronavírus

Da Redação
19/04/2020
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

Além das mensagens de spam, o serviço de mensagem do Google bloqueia 18 milhões de e-mails de malware e phishing diariamente

O Google está bloqueando centenas de milhões de e-mails de spam diários relacionados a covid-19, à medida que os cibercriminosos continuam tentando lucrar com a pandemia.

Em uma atualização feita na sexta-feira, 17, o gerente de produtos de segurança do GMail, Neil Kumaran, e o gerente de marketing de produto de segurança do G Suite e GCP, Sam Lugani, explicaram que o GMail é capaz de impedir que mais de 99,9% dos spams, phishing e malware cheguem aos usuários.

Atualmente, o GMail bloqueia mais de 240 milhões de mensagens de spam com temas sobre a covid-19 por dia e 18 milhões de e-mails de malware e phishing, afirmaram eles.

Os números destacam a escalada de ameaças que levam a conscientização do público em geral e o apetite por informações sobre a pandemia.

Veja isto
Telegram e gmail são as tecnologias mais usadas por terroristas
Criptografia vira padrão no gmail

Os e-mails de phishing estão usando táticas testadas e comprovadas, aproveitando o “medo e incentivos financeiros” para induzir os usuários a clicar em links maliciosos, abrir anexos bloqueados e até doar bitcoin, segundo o Google.

Os executivos do Google citaram exemplos de e-mails falsificados provenientes da Organização Mundial da Saúde (OMS) solicitando doações digitais, um outro mascarado como sendo mensagem do governo sobre pacotes de estímulo aos negócios e outros de ‘funcionários’ responsáveis pela coleta de pedidos domésticos.

Apesar dos grandes números citados pelo Google, os níveis gerais de crime cibernético não aumentaram desde o início da pandemia, segundo a Microsoft e o Centro Nacional de Segurança Cibernética (NCSC). Eles argumentam que as campanhas existentes estão apenas sendo renomeadas para incluir temas e atrações da Covid-19. A Microsoft alega que apenas 60 mil de milhões de e-mails de phishing diários detectados possuem anexos ou URLs maliciosos relacionados a covid-19, menos de 2% do volume total de ameaças que a empresa rastreia todos os dias.

Compartilhar:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest