botnet-iot-telnet.jpg

Gigante da indústria de IoT interrompe produção após ataque de ransomware

Sierra Wireless admitiu ter sofrido um grande ataque no sábado, 20 de março, o que a obrigou a paralisar a produção de dispositivos
Da Redação
24/03/2021
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

Em nota divulgada na terça-feira, 23, a Sierra Wireless, uma das maiores fabricantes de soluções de IoT (internet das coisas), comunicou ter sofrido um grande ataque de ransomware no sábado, 20 de março, o que a obrigou a interromper a produção de dispositivos.

“O site da empresa e outras operações internas também foram interrompidos pelo ataque. A Sierra acredita que irá reiniciar a produção em suas instalações e retomar as operações normais em breve”, diz o comunicado da fabricante. “Nesse sentido, pedimos paciência a nossos clientes e parceiros enquanto procuramos remediar a situação.”

A fabricante, com sede em British Columbia, na região Oeste do Canadá, que afirma ser a fornecedora líder mundial de soluções de IoT, disse que sua equipe de TI reagiu rapidamente para conter o ataque. Em parceria com especialistas terceirizados, a empresa diz estar atualmente trabalhando para colocar os sistemas internos novamente online, o que indicaria que não está negociando o pagamento de resgate.

Veja isso
Ransomware REvil anuncia Acer como vítima de ataque
Valor médio pago em resgates de ransomware foi de US$ 312 mil em 2020

“No momento, a Sierra acredita que o impacto do ataque ficou limitado aos sistemas internos, já que a empresa mantém uma separação clara entre seus sistemas internos de TI e os de produtos e serviços voltados para o cliente”, disse a empresa. A empresa não forneceu informações, no entanto, sobre se os invasores tentaram roubar dados durante a invasão.

A lista de empresas que sofrem perdas multimilionárias com ransomware continua a crescer. No início deste mês, a empresa de saúde dos EUA Universal Health Services (UHS) revelou que um ataque ocorrido no ano passado pode acabar custando à empresa até US$ 67 milhões, interrupção operacional e horas extras de TI.

Outras vítimas de ransomware que sofreram grandes perdas incluem Cognizant (US$ 70 milhões), Sopra Steria (US$ 60 milhões) e Norsk Hydro (US$ 41 milhões).

Compartilhar:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

Inscrição na lista CISO Advisor

* campo obrigatório