Hackers exigem € 10 milhões de cidade turística espanhola

Município de Calvià, da ilha espanhola de Maiorca, já adiantou que não pagará o pedido de resgate de aproximadamente exigido por cibercriminosos
Da Redação
19/01/2024

O prefeito de Calvià, município da ilha espanhola de Maiorca, na Espanha, disse que o conselho municipal não pagará o pedido de resgate de aproximadamente € 10 milhões exigido por cibercriminosos após um ataque de ransomware.

Calvià fica região do sudoeste da ilha turística e tem cerca de 50 mil residentes que foram informados de que o município está trabalhando para “recuperar a normalidade o mais rapidamente possível”. Em um comunicado no site do conselho, o prefeito confirmou que foi formado um gabinete de crise para avaliar a dimensão do ataque cibernético, descoberto na manhã de sábado passado, 13. “O serviço informático, acompanhado por uma equipe de especialistas, está trabalhando nas análises forenses obrigatórias, bem como nos processos de recuperação dos nossos serviços afetados”, diz a nota.

Até o momento nenhum grupo de ransomware veio a público assumir a autoria do ataque.

O prefeito Juan Antonio Amengual disse que não considerará pagar extorsão, conforme noticiado pelo Boletim Diário de Maiorca. Ele também divulgou uma declaração em vídeo nas redes sociais.

A Espanha estava entre os signatários da Iniciativa Contra Ransomware que no ano passado prometeu que “as instituições relevantes sob a autoridade do nosso governo nacional não deveriam pagar exigências de extorsão de ransomware”.

Veja isso
Paraguai é alvo de ciberataques após hack à operadora Tigo
Ataque a serviço de águas de São Leopoldo destrói backups

Como resultado do ataque a Calvià, o município teve de suspender temporariamente todos os trâmites administrativos — por exemplo, a apresentação de reclamações e pedidos cíveis — até ao final deste mês.

A Câmara Municipal disse que contactou o departamento de crimes cibernéticos da Guarda Civil e partilhou a sua análise forense preliminar. “A Câmara Municipal lamenta profundamente os transtornos que esta situação possa causar e reitera o seu firme compromisso em resolver a situação atual da forma mais ordenada, rápida e eficaz possível”, diz nota no site.

Compartilhar:

Últimas Notícias