online-shopping-4516037_1280.jpg

Fraudes em compras on-line aumentam 55% no primeiro semestre

Perdas com roubo de identidades de contas de e-commerce devem chegar a 25,6 bilhões ao longo deste ano, aponta estudo
Da Redação
01/10/2020
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

As fraudes em compras on-line aumentaram 55% no primeiro semestre, de acordo com a última edição do Forter Fraud Attack Index, publicado nesta quinta-feira, 1. O estudo demonstra que o comércio eletrônico vem sendo cada vez mais visado por fraudadores após a grande adesão das pessoas às compras online desde o início da pandemia de covid-19.

O estudo mostra um aumento substancial no número de novas contas e que já representam 30% do total das transações — o que é cerca de cinco vezes superior aos níveis pré-covid. A Forter diz que esse fenômeno está gerando problemas de segurança cibernética aos varejistas online — que em sua maioria utiliza sistemas mais antigos —, já que é mais difícil para os sistemas de antifraude legados identificar novos usuários legítimos dos fraudadores devido à falta de dados. É provável que esse crescimento de novos usuários também leve a altas taxas de falsas desistências, que são cinco a sete vezes maiores entre os novos usuários na comparação com os usuários cativos.

Veja isso
Perda global com fraude em e-commerce atingirá US$ 25 bilhões até 2024
Novo skimmer JavaScript ataca sites de e-commerce

O relatório também ressalta que o aumento dramático nas transações online legítimas significa que a proporção de ataques visando a fraude diminuiu, e isso pode estar dando aos varejistas uma falsa sensação de segurança, já que o número de casos de fraude aumentou em termos reais.

Outra descoberta foi que os ataques para fraude a gift cards em moeda digital aumentaram cinco vezes na comparação com a taxa normal. Além disso, os ataques a downloads de aplicativos e apps de música foram três vezes maiores, enquanto para os consoles o volume de ataques foi duas vezes maior.

Apesar de o volume de transações do setor de viagens ter caído 97% durante o pico do surto da covid, o estudo revela que os ataques a hotéis aumentaram 139% e a companhias aéreas, 144%, na comparação com o primeiro semestre de 2019.

A Forter também afirma que, apesar de haver uma redução de 5% na fraude de account takeover (roubo de identidade), ela deve aumentar substancialmente nos próximos meses, pois os fraudadores atualmente estão coletando dados para usar possivelmente durante a temporada de férias. A empresa acrescenta que as perdas com roubo de identidades de contas de e-commerce devem chegar a 25,6 bilhões ao longo deste ano.

Compartilhar:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest