e-commerce-3228418_1280.jpg

Fraude é a maior preocupação do varejo online durante a covid-19

Pesquisa da Paysafe revela que 60% dos varejistas online dizem que consumidores estão mais preocupados em serem vítimas de fraude
Da Redação
13/11/2020
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

O aumento do risco de transações de pagamento fraudulentas tem sido uma das maiores preocupações dos varejistas online neste ano, de acordo com uma nova pesquisa da plataforma de pagamentos Paysafe.

Na pesquisa, que entrevistou 8 mil consumidores e perguntou a 1.100 pequenas e médias empresas com presença online sobre o efeito da covid-19 em suas operações, 60% dos varejistas online disseram que sentem que os consumidores estão mais preocupados do que nunca em se tornarem vítimas de fraude. Mais de três quartos (76%) perceberam que seus clientes mudaram a forma como fazem os pagamentos, com 40% citando a busca por um pagamento mais seguro como o motivo para isso.

Além disso, a Paysafe descobriu que a segurança continuou sendo a principal preocupação de pagamento entre as PMEs pelo terceiro ano consecutivo. Quase metade (45%) dos entrevistados disse que estava entre os três principais fatores a serem considerados ao avaliar um provedor de pagamentos, com classificação superior à confiabilidade (36%), custo (34%) e facilidade de integração (22%).

Apesar disso, a maioria (58%) admitiu que enfrentou dificuldades em alcançar o equilíbrio certo entre melhorar a segurança e fornecer uma experiência ao cliente rápida e simples. No entanto, parece haver uma maior tolerância entre os consumidores para uma segurança mais rigorosa seja implementada, com o Paysafe destacando sua pesquisa de abril na qual 51% dos consumidores disseram que aceitariam qualquer medida de segurança se mantivesse seus dados protegidos, mesmo com prejuízo na chamada experiência do usuário.

Veja isso
4,3 milhões de tentativas de fraude contra e-commerce no primeiro semestre
Extorsão atinge e-commerce no Brasil e em mais sete países

“Proteger contra fraudes há muito é relatado como uma preocupação entre empresas e consumidores, mas nossa pesquisa mostra que a segurança se tornou mais prioridade do que nunca, e há alguns motivos para isso. O impacto econômico da covid-19 gerou um desejo natural tanto dos consumidores quanto das empresas de proteger suas finanças. Somado a isso, sabemos que a atividade criminosa, como a fraude, aumenta historicamente durante as crises nacionais e globais, e essa pandemia não foi exceção”, disse Danny Chazonoff, diretor de operações da Paysaf.

Segundo ele, houve uma grande mudança para as compras digitais durante a pandemia, com muitos consumidores forçados a comprar itens online pela primeira vez devido às restrições de bloqueio. Isso abriu novas oportunidades para fraudadores, especialmente explorando aqueles que não estão acostumados a usar a internet.

Compartilhar:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest