Exchange DMM perde US$ 304 milhões em bitcoin

Da Redação
03/06/2024

A exchange de criptomoedas japonesa DMM Bitcoin informou ao mercado um roubo de 4.502,9 BTC em suas carteiras, no valor de aproximadamente US$ 304 milhões: em 31 de maio, a exchange detectou uma retirada não autorizada desses bitcoins. Enquanto o incidente está sendo investigado, a empresa informou que já tomou medidas para evitar novos roubos. Além disso, foram impostas restrições à utilização de alguns serviços para garantir segurança adicional.

Veja isso
ONU apura roubo de US$ 3 bi em criptoativos pela Coreia do Norte
Cryptojacking implanta malware de mineração em serviços da AWS

A bolsa restringiu temporariamente uma série de serviços em sua plataforma, incluindo registro de novas contas, retirada de criptomoedas, compras em negociações à vista e abertura de novas posições para negociação de margem.

DMM Bitcoin ainda não forneceu informações sobre como exatamente ocorreu o roubo. No entanto, sabe-se que roubos semelhantes já foram realizados antes, acessando sistemas corporativos ou usando vulnerabilidades em contratos inteligentes e sites.

A bolsa informou que os depósitos de bitcoin serão totalmente compensados ​​graças ao apoio das empresas que fazem parte do grupo DMM, embora a retirada do iene japonês possa demorar mais do que o normal.

O BTC roubado foi dividido e enviado para várias novas carteiras. Enquanto isso, a Elliptic, que rastreia bitcoins roubados, afirmou que os criminosos já dividiram os fundos roubados em várias novas carteiras. Isso provavelmente é feito para ocultar rastros e evitar bloqueios em outras exchanges ao tentar trocar os fundos roubados por outras criptomoedas. A empresa também identificou as carteiras envolvidas no roubo.

O roubo de Bitcoin DMM se tornou o oitavo maior da história e o maior desde o hack da FTX no valor de mais de US$ 400 milhões em novembro de 2022.

Compartilhar:

Últimas Notícias