banner senha segura
senhasegura

EUA podem ter diplomacia cibernética no Departamento de Estado

Grupo de políticos apresenta a Biden projeto de lei elaborado no governo Trump, para criação de área de ciberdiplomacia
Da Redação
23/02/2021
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

Um projeto de lei surgido ainda no governo Trump está sendo tirado do baú pelos congressistas e reapresentado hoje ao governo Biden: a Lei da Diplomacia Cibernética, apresentada pela primeira vez em 2017, exigiria que o Departamento de Estado abrisse um Bureau de Política Internacional do Ciberespaço. O chefe do novo cargo seria nomeado pelo presidente e receberia o posto de embaixador. A posição se reportaria diretamente ao Secretário de Estado ou a um deputado.

Esse embaixador iria assessorar o secretário de Estado sobre estratégia cibernética, promoveria os interesses econômicos digitais dos EUA e lideraria respostas internacionais nos incidentes de cibersegurança.

O projeto está sendo apresentado pelos deputados Michael McCaul, (republicano do Texas), Gregory Meeks (democrata de Nova York) e Jim Langevin (democrata de Rhode Island). estão planejando apresentar uma versão atualizada da Lei de Diplomacia Cibernética na terça-feira

Veja isso
ONU discute diplomacia cibernética e sanções contra ataques
Países criam nuvem europeia para garantir ‘soberania dos dados’

Os defensores da legislação têm cada vez mais citado a necessidade de melhor organização no Departamento de Estado para enfrentar as ameaças à segurança cibernética, especialmente após a violação SolarWinds. A maciça ciberespionagem supostamente com origem na Rússia comprometeu grande parte do governo federal, incluindo o Departamento de Estado, por mais de um ano.

Na semana passada, presidente Biden pediu que os EUA e outras nações democráticas criem “regras” sobre questões cibernéticas e tecnológicas, especialmente no enfrentamento de ameaças da Rússia e da China. “Enfrentar a imprudência russa e os hackers em redes de computadores nos Estados Unidos, na Europa e no mundo tornou-se crítico para proteger nossa segurança coletiva”, disse Biden durante a Conferência de Segurança virtual de Munique.

“O governo Trump foi um desastre em política e diplomacia cibernética internacional”, disse Langevin na época da apresentação inicial. “Cedemos muito terreno para nossos inimigos e adversários e entidades internacionais de formulação de políticas”, completou.

Com agências internacionais

Compartilhar:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

Inscrição na lista CISO Advisor

* campo obrigatório