EUA podem bloquear exportações de chips para a Rússia

Da Redação
24/02/2022

Os Estados Unidos impuseram sanções econômicas contra empresas e líderes russos em conexão com o conflito entre a Rússia e a Ucrânia. De acordo com o canal de TV CNBC, agora as autoridades dos EUA estão considerando a possibilidade de bloquear o acesso da Rússia a semicondutores fabricados com tecnologias americanas.

Os EUA abrigam os maiores fabricantes de semicondutores do mundo, como Intel, Qualcomm e Nvidia, e empresas americanas criam softwares que concorrentes estrangeiros usam para projetar seus próprios chips. Bloquear o acesso da Rússia às principais ferramentas de design e chips proprietários dos EUA pode prejudicar a indústria de tecnologia russa. Toda tecnologia moderna, incluindo carros, smartphones e foguetes, depende do fornecimento de semicondutores.

Veja isso
EUA liberam venda de chips automotivos para a Huawei
Bugs em chips Wi-Fi permitem manipulação de tráfego

Mas bloquear o acesso aos chips pode provocar contramedidas da Rússia, que domina a produção de componentes críticos para a fabricação de chips. A longo prazo, esse movimento pode minar completamente o domínio dos EUA em processadores.

A Casa Branca não disse explicitamente como isolará a Rússia da tecnologia ocidental, mas analistas estimam que os controles de exportação de semicondutores sejam um componente-chave de quaisquer novas medidas reveladas por Washington.

No momento, ainda não está claro se os Estados Unidos tentarão cortar o fornecimento de semicondutores para todos os negócios russos, ou se a Casa Branca terá como alvo empresas associadas às forças armadas russas, bem como indústrias que o presidente russo, Vladimir Putin, identificou como estrategicamente importantes.

Com agências de notícias internacionais

Compartilhar: