EUA iniciam 48h de exercícios de defesa do setor elétrico

Paulo Brito
14/11/2019
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

Corporação norte-americana de confiabilidade elétrica (NERC) inicia hoje o Gridex, exercício no qual o setor demonstra como responde e se recupera de ameaças e incidentes de segurança cibernética e física

Começou hoje, dia 13, o quinto Grid Security Exercise (GridEx V), que se prolonga até amanhã. Esse é um exercício promovido pela NERC (North American Electric Reliability Corporation) e desenvolvido por meio de jogos e simulações para testar a capacidade de reação e defesa das empresas do setor elétrico dos Estados Unidos. Um exercício de tomada de decisão baseado em jogos ocorre simultaneamente e conta com a participação de líderes sêniores da indústria e do governo. Uma célula de controle do exercício, com sede na área de Washington, D.C., gerenciará a distribuição de cenários, monitorará o exercício e coletará as lições aprendidas.

O GridEx IV, realizado em novembro de 2017, teve mais de 6.500 participantes, representando 450 organizações. Devido à natureza sensível da discussão do cenário, esse programa de exercícios não é aberto ao público em geral ou à mídia. Participam as empresas concessionárias de serviços públicos, os governos estadual, municipal e federal, parceiros intersetoriais de infraestrutura crítica e partes interessadas da cadeia de suprimentos.

O primeiro exercício de segurança da rede ocorreu em novembro de 2011. Na verdade o GridEx tem exercícios distribuídos geograficamente, projetados para acionar a resposta de crise do setor elétrico às ameaças e incidentes de segurança cibernética e física simulados, fortalecer as funções de resposta a crises das concessionárias e fornecer informações para aprendizado e experiência.

Objetivos

A NERC considera o GridEx não só uma oportunidade para as utilities demonstrarem sua capacidade de resposta em exercícios simulados, como também para fortalecer suas relações de comunicação de crise e prestar informações sobre as lições aprendidas. O exercício é realizado a cada dois anos. Os objetivos do programa são os seguintes:

  • Exercutar planos de resposta a incidentes
  • Expandir a resposta local e regional
  • Envolver setores interdependentes
  • Aumentar a participação da cadeia de suprimentos
  • Melhorar a comunicação
  • Reunir lições aprendidas
  • Envolver a liderança sênior

Compartilhar:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest