EUA criam birô de ciberespaço e política digital

Órgão da diplomacia se concentrará em segurança do ciberespaço internacional, política digital internacional e liberdade digital
Paulo Brito
26/10/2021

O governo dos EUA vai criar no Departamento de Estado um birô de ciberespaço e política digital. O novo órgão será liderado por um embaixador a ser confirmado pelo Senado, que se concentrará em três áreas principais: segurança do ciberespaço internacional, política digital internacional e liberdade digital. O anúncio oficial será feito amanhã, quarta-feira, 27, no Instituto de Serviço Exterior do Departamento de Estado, pelo secretário Antony Blinken.

Veja isso
Departamento de Estado dos EUA sofre ciberataque
EUA querem coalizão de estados para destruir ransomware

A criação do novo escritório é o resultado de um plano de modernização do Departamento de Estado, seggundo o porta-voz Ned Price: “Empreendemos uma ampla revisão do ciberespaço e da política e organização de tecnologias emergentes. A equipe [que fez isso], liderada pelo secretário adjunto Wendy Sherman e pelo secretário adjunto de Administração e Recursos Brian McKeon, consultou amplamente especialistas externos, ex-funcionários do governo, parceiros do governo e membros do Congresso e suas equipes. A revisão agora está concluída, e o secretário analisou as descobertas cuidadosamente e decidiu fazer algumas mudanças históricas”.

O escritório integrará os principais componentes de segurança, economia e valores da agenda cibernética dos EUA disse Price: “Também planejamos estabelecer um novo enviado especial para tecnologia crítica e emergente para liderar a agenda de diplomacia tecnológica imediata com nossos aliados, parceiros e em toda a gama de fóruns multilaterais”.

Com informações da assessoria de imprensa

Compartilhar:

Últimas Notícias