electric grid

Enel: ransomware Netwalker ameaça publicar 5TB de dados

Grupo que opera o ramsomware netwalker anunciou o ataque e está cobrando US$ 14 milhões para fornecer as chaves que decodificam os arquivos criptografados
Da Redação
28/10/2020
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

Os sistemas da multinacional italiana de energia Enel Group podem ter sido infectados com o ransomware Netwalker pela segunda vez em 2020. Desta vez, os operadores de ransomware da Netwalker estão pedindo um resgate de US$ 14 milhões (1234.02380000 BTC) pela chave para descriptografá-los. Os hackers afirmam ter roubado quase 5 terabytes de dados da empresa e ameaçam vazá-los se o resgate não for pago.

A Enel SpA, ou Grupo Enel atua nos setores de geração e distribuição de eletricidade, inclusive no Brasil, bem como na distribuição de gás natural na Europa. A empresa tem mais de 61 milhões de clientes em 40 países, está classificada na 87ª posição na Fortune Global 500, com US$ 90 bilhões em receitas em 2019.

Veja isso
Enel é vítima de mesmo ransomware que atacou a Honda
Ransomware Maze anuncia invasão nas redes da CPFL e da LG
Light confirma incidente cibernético que prejudicou clientes

Em junho, a Enel foi atingida pelo ransomware Snake, mas o ataque, segundo a empresa, foi rapidamente contido e o malware não teria conseguido se espalhar pela rede. A notícia de um possível ataque de ransomware contra o Grupo Enel foi relatada ao BleepingComputer por um pesquisador em 19 de outubro. Há pesquisadores suspeitando que o atual ataque seja simples consequência do primeiro.

O pesquisador que descobriu o incidente compartilhou com o portal BleepingComputer o aviso de resgate que parece ter sido usado no ataque ao Grupo Enel. Apesar dessas informações, o site da empresa segue operando e ela não emitiu até este momento nenhuma nota sobre o assunto, nem para a mídia nem para os investidores.

O BleepingComputer tentou notificar o Grupo Enel na semana passada, sem sucesso. Poucos dias depois, a Netwalker anunciou o vazamento dos dados da empresa por meio do chat de suporte.

Não se sabe se a Enel respondeu à mensagem dos operadores do Netwalker. De todo modo, os invasores já exibiram capturas de tela para comprovar que invadiram a rede.

Compartilhar:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest