block-chain-2850276_1280-1.jpg

Tempest e Kryptus anunciam novos aportes de capital

Com esse investimento, a Tempest deverá expandir-se nos mercados aeroespacial e de defesa, e também em regiões como Estados Unidos e Ásia
Paulo Brito
01/07/2020
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

Duas empresas de cibersegurança brasileiras anunciaram nesta manhã sólidos aportes de capital: a Tempest e a Kryptus. O aporte na Tempest foi anunciado na manhã de hoje pelo investidor, a Embraer, em valor não foi divulgado, mas “resultando em uma participação acionária majoritária na empresa” conforme press-release distribuído ao mercado. Na Kryptus, o valor investido é de R$ 20 milhões, e segundo a empresa os recursos serão empregados na expansão internacional. Segundo informações do mercado, ela está prestes a abrir um escritório na Suíça – base de seu principal parceiro estratégico, a Kudelski Security

“Esse aporte chega em um momento de consolidação da Kryptus, que alcançou lucro recorde em 2019 e, neste ano, tende a superar os resultados do ano anterior. Por isso, avaliamos que é a oportunidade perfeita para ampliarmos nossa atuação para além do território nacional”, afirma Roberto Gallo, fundador e CEO da Kryptus.

Fundada em 2003, a Kryptus tem entre seus clientes empresas como BSH (subsidiária da BOSCH Gmbh), Claro Brasil (Grupo América Móvil), Certisign, Iron Mountain, iFood e Embraer. Reconhecida pelo Ministério da Defesa do Brasil com o selo EED – Empresa Estratégica de Defesa, é responsável por soluções de nível governamental para a Marinha do Peru, o Exército da Colômbia e o Exército Brasileiro, a Força Aérea, a Marinha, a Agência Brasileira de Inteligência, o Ministério de Relações Exteriores e o Tribunal Superior Eleitoral.

A Tempest é baseada em Recife, com unidades de operação em Londres e São Paulo. De modo indireto, a Embraer já era acionista da Tempest, por ser cotista do Fundo Aeroespacial (Fundo de Investimento em Participações Aeroespacial Multiestratégia), que em 2016 investiu R$ 28 milhões na companhia.

Neste momento, segundo a Receita Federal, o capital da Tempest Serviços de Informática S.A. é de exatos R$28.309.299,45. No anúncio dessa rodada em 2016, o valor investido teria sido de R$ 28,2 milhões, tornando o fundo detentor de 37% do capital da Tempest, enquanto o restante estava distribuído entre os sócios fundadores – entre os quais o CEO Cristiano Mattos. Embora anunciada, a transação ainda depende da aprovação de órgão reguladores do mercado financeiro.

Veja isso
Tempest parte para internacionalização
Certificação FIPS coloca Kryptus no mercado global de HSM

Em entrevista ao portal Brazil Journal, Mattos disse que o faturamento da empresa vem crescendo a uma taxa de 46% ao ano desde a entrada do Fundo: na época, abril de 2016, o faturamento era de R$ 20 milhões; no ano passado, alcançou R$ 120 milhões. Com clientes no exterior como a revista The Economist e a rede Tesco de supermercados, e clientes de grande porte no mercado brasileiro, a aposta da Tempest é agora expandir-se – com o apoio da Embraer – nos mercados em que atua, ou seja, aeroespacial e defesa – e regionalmente nos Estados Unidos e Ásia.

Fundada no ano 2000, a Tempest tem hoje 315 clientes, sendo metade do setor financeiro, e cerca de 300 funcionários (eram 120 quatro anos atrás). A empresa se declara a maior do país em segurança cibernética.

Compartilhar:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

Inscrição na lista CISO Advisor

* campo obrigatório