edp energias de portugal

EDP atingida por ransomware, resgate pedido é de 1580 BTC

Paulo Brito
14/04/2020
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

Os cibercriminosos publicaram na “dark web” uma mensagem informando que em um prazo de 20 dias a EDP terá de pagar 1580 bitcoins, o equivalente a 9,8 milhões de euros, para receber a chave criptográfica que decodificará os dados em seus servidores

edp energias de portugal

Vários servidores da Energias de Portugal (EDP) em Lisboa tiveram na manhã de ontem seus dados criptografados, depois de atingidos por um ataque do ransomware Ragnar Locker. A parada dos servidores teve impacto imediato no teletrabalho dos funcionários, que fazem home office por causa da pandemia, e houve impacto nos sistemas de atendimento a clientes segundo a mídia portuguesa. Os cibercriminosos publicaram na “dark web” uma mensagem informando que em um prazo de 20 dias a EDP terá de pagar 1580 bitcoins, o equivalente a 9,8 milhões de euros, para receber a chave criptográfica que decodificará os dados em seus servidores. 

Os hackers divulgaram ainda imagens contendo pastas e arquivos das áreas de recursos humanos e de finanças, supostamente da empresa. Caso o resgate não seja pago, eles prometem espalhar os dados pela Internet. Uma fonte oficial da EDP afirmou à mídia europeia que a empresa desconhece qualquer pedido de resgate e que o ataque já foi informado às autoridades, entre elas o Centro Nacional de Cibersegurança e com a Altice Portugal – para avaliar se há mais medidas que devam ser tomadas.

Veja isto
Elétricas sob ataque na Europa, Ásia, EUA
Grupo amplia ataques contra elétricas

Em um comunicado ao mercado, a EDP informou que o ataque informático “está a condicionar o normal funcionamento de uma parte dos seus serviços e operações, não se registrando, contudo, qualquer impacto na continuidade do fornecimento de energia (…) Os serviços críticos de supervisão e controle da rede elétrica de distribuição estão a operar normalmente, embora com adaptações decorrentes de algumas limitações”.

A empresa acrescentou que os serviços e operações afetados serão restabelecidos, e que aplicou medidas de prevenção e proteção dos sistemas de suporte. A origem e a “anatomia deste incidente” ainda estão sendo analisados, prossegue o EDP, realçando que a atuação do grupo “perante este ataque está a ser articulada com as entidades competentes”.

A EDP Distribuição é a empresa do grupo EDP que tem a concessão para distribuição de energia elétrica em baixa, média e alta tensão em Portugal. A empresa EDP opera também em geração, transmissão e distribuição no Brasil.

Com agências internacionais

Compartilhar:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest