EDF está sob inspeção no Reino Unido por falhas na segurança

Da Redação
11/07/2022

A gigante francesa de energia EDF foi colocada sob “atenção reforçada” pelo Escritório de Regulação Nuclear (ONR) do Reino Unido depois de identificar deficiências em seus planos de segurança cibernética, de acordo com relatórios divulgados neste fim de semana. O ONR disse estar tomando providências devido às constatações das inspeções de rotina feitas nos últimos 12 meses. O jornal Telegraph citou o órgão dizendo que havia “identificado deficiências na governança, risco e conformidade em certos controles técnicos” durante essas inspeções.

A EDF possui e administra a rede de usinas nucleares do Reino Unido em cinco locais e atualmente está construindo uma nova usina nuclear em Hinkley Point em Somerset, juntamente com o parceiro minoritário chinês CGN. No Brasil, o grupo EDF opera sob a marca EDF Renewables, especializada no desenvolvimento de energia eólica e solar fotovoltaica.

A ação ocorre em um cenário de maior conscientização sobre a vulnerabilidade das infraestruturas energéticas em toda a Europa a ataques cibernéticos, e cinco dias após o governo francês anunciar que pretende nacionalizar completamente a EDF, passando a controlar 100% do seu capital da EDF. Atualmente, o Estado francês detém 84% das ações a empresa.

A Rússia foi responsabilizada por ataques cibernéticos a parques eólicos e usinas nucleares na Europa como parte de sua invasão da Ucrânia.

Veja isso
REvil pega fornecedor do programa nuclear americano
Especialista conta como invadiu uma usina nuclear

Em um comunicado à Infosecurity Magazine, um porta-voz da EDF disse admitiu que as inspeções do ONR identificaram um potencial aumentado de riscos devido à atualização de sistemas complexos de TI e mudanças na organização de nosso departamento de segurança interno. “O regulador não identificou quaisquer questões adicionais de preocupação, simplesmente optou por submeter essas áreas a um maior escrutínio ao longo do próximo ano como parte de seu regime de inspeção em andamento”, garantiu ele.

O porta-voz, cujo nome não foi revelado, salientou ainda que estar em “atenção reforçada” não é o mesmo que ação de execução. “Isso significa que o ONR sente a necessidade de implantar mais recursos na área para ajudar a impulsionar melhorias nos arranjos de segurança cibernética e nos arranjos físicos.”

O ONR tem três níveis de atenção: nível 3, rotina, nível 2, reforçado, e nível 1 significativamente reforçado. “O nível 2 é foi emitido por várias razões. Neste caso, a mudança de nossa equipe de segurança de uma parte do negócio nuclear para outra teve uma influência significativa, pois este é o primeiro departamento completo a fazer a mudança”, disse a agência reguladora.

Compartilhar: