EasySolutions desembarca no Brasil

Paulo Brito
04/06/2014

easy-solutions-brasil
Ricardo Villadiego, presidente, e a equipe da EasySolutions BR

Com um conhecimento único e aprofundado dos desafios que bancos em todo o mundo enfrentam quando se trata de tentativas de fraude, a EasySolutions está de olho no Brasil. A empresa, uma das referências mundiais em tecnologias para navegação online segura, quer fortalecer sua posição no país, onde atua desde o ano passado.

Uma das metas é crescer 100% tanto neste ano como em 2015. O foco da companhia é trabalhar com canais de revenda, modelo utilizado nas outras regiões em que atua (Estados Unidos, México, Europa e países latino-americanos como Colômbia, Chile, Costa Rica e El Salvador).

O Brasil é visto pela empresa como um dos mercados mais promissores na área de detecção de fraudes. Uma análise da consultoria internacional Markets&Markets revela que esse setor deve crescer 24% ao ano até 2018 na América Latina. O Brasil, como principal economia do continente, detém grande parte desse potencial. Por isso, mesmo com uma operação até o momento discreta, a EasySoltuions já tem como clientes três dos cinco maiores bancos daqui.

A solução tecnológica da empresa – chamada Total Fraud Protection – oferece monitoramento de transações, autenticação, navegação segura e inteligência contra fraudes. Uma das principais vantagens é a proteção contra fraudes em dispositivos móveis, cada vez mais usados para transações bancárias.

Fraudes no Brasil

Com base no trabalho realizado desde 2013 no Brasil, a EasySolutions possui dados pontuais sobre fraudes no país. Embora não sejam estatísticos, apontam algumas tendências.

De janeiro a abril deste ano, por exemplo, a empresa detectou 2500 ataques aos clientes com que trabalha no Brasil. No ano passado inteiro, esse número foi de 5500.

Uma das tendências identificadas foi o crescimento das tentativas de redirecionamento para sites maliciosos, em detrimento de outros recursos. Em 2013, enquanto as tentativas de fraude via phishing e malware caíram pela metade, o redirecionamento cresceu 35%.

Compartilhar:

Últimas Notícias