€ 31 milhões em benefícios Covid-19 roubados na Alemanha

Paulo Brito
18/04/2020
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

Cibercriminosos espalharam formulários falsos, capturaram os dados de aproximadamente 4 mil pessoas e empresas, e assim solicitaram e receberam o benefício. O menor deles é de 9 mil Euros. O prejuízo pode chegar a 100 milhões de Euros

O governo do estado alemão da Renânia Westfália do Norte suspendeu o pagamento de todos os benefícios a cidadãos e empresas do programa de proteção contra o Covid-19, porque cerca de 4 mil deles preencheram seu pedido em formulários falsos. Os formulários estavam em sites idênticos ao site oficial do estado, e foram espalhados na internet por cibercriminosos. Eles usaram inclusive anúncios nos sites de busca para atrair as vítimas. 

Depois de capturar os dados dessas pessoas físicas e jurídicas, os criminosos conseguiram receber um total calculado entre 31 milhões de Euros e 100 milhões de Euros. Com os dados capturados em seus formulários, os bandidos preenchiam o formulário do governo, acrescentando sua própria conta bancária. Com um cadastro de pessoa física ou de empresa com até cinco funcionários, receberam 9.000 Euros. Com os cadastros de empresas de até dez funcionários, receberam 15.000 Euros.

Veja isso
Hackers descobertos ao invadir rede da BMW na Alemanha
Ransomware paralisa empresa alemã há 8 dias

Cidadãos e empresários contaram à polícia que localizaram os formulários falsos or meio de mecanismos de busca. De acordo com o Escritório Estadual de Investigação Criminal do estado, operadores de seis dessas páginas enviaram formulários com os dados de cidadãos e de empresas, acrescentaram seus dados bancários, solicitaram e receberam as doações. 

Os sites são idênticos aos do governo, e têm domínios alemães, com sufixo “.de”. Como no site do governo, no canto superior direito há um timer exibindo a contagem regressiva dos 15 minutos de sessão. Quem clicasse no “Imprint” veria inclusive dados da secrearia de Economia.

Herbert Reul, ministro do Interior, deu uma entrevista dizendo que “as empresas precisam desse dinheiro para sobreviver. No momento, estamos assumindo que vários milhares de pessoas possam ter enviado seus dados nas páginas erradas”.

A polícia supõe que possa haver até quatro mil vítimas no estado, e outras ainda poderão aparecer, porque os fraudadores continuam atacando. A pior notícia para os moradores do estado é que agora eles têm de esperar a regularização dos pagamentos e ainda não há data para que isso aconteça.

Foi criada pelo estado uma comissão de investigação para a fraude nos subsídios. “Nos próximos dias, a equipe de investigação continuará investigando para identificar os aplicativos fraudulentos”, informou a secretaria do Comércio.

Andreas Pinkwart, o secretário de economia do estado, disse que estão sendo feitos muitos esforços para esclarecer o assunto. “Por um lado as pessoas precisam do dinheiro, e faremos de tudo para que possam receber esse pagamento rapidamente. Mas todos entenderão que queremos fazer isso da forma mais correta possível”.

Com agências internacionais

Compartilhar:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest