Dassault Falcon Jet comunica violação de sua rede de dados

Empresa informou por carta a funcionários e ex-funcionários que dados deles e de famíliares podem ter sido expostos
Da Redação
10/01/2021
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

Funcionários e ex-funcionários da fabricante de aeronaves Dassault Falcon Jet, sediada nos EUA, começaram a receber na semana passada uma carta da empresa informando que dados relacionados a eles e a suas famílias podem ter sido expostos por causa de uma violação de sua rede. A descoberta da violação aconteceu no dia 6 de dezembro de 2020 mas ela pode ter acontecido em junho do mesmo ano conforme estimativa apresentada na mensagem. Informações da mídia especializada dão conta de que o incidente pode ter alcançado subsidiárias da empresa. A Dassault Falcon Jet dem uma filial no Brasil.

O documento diz que “após a descoberta deste incidente de segurança, imediatamente colocamos todos os sistemas afetados off-line e contratamos especialistas terceirizados em segurança cibernética para ajudar nossa investigação, enquanto trabalhamos para restaurar com segurança nossos sistemas de uma maneira a proteger a segurança de suas informações (…) Nossa investigação até o momento identificou evidências de acesso não autorizado a sistemas que contêm informações sobre você e potencialmente a alguns arquivos contendo informações sobre você”.

Veja isso
Dassault Falcon Jet tem documentos vazados na dark web
Ataque hacker vaza dados e afeta operações da Embraer

A exposição de funcionários atuais e ex-funcionários inclui nome, endereço de e-mail pessoal e empresarial, endereço de correspondência pessoal, número de identificação do funcionário, número da carteira de motorista, informações do passaporte, número da conta bancária, número do seguro, data de nascimento, local de trabalho, valor do salário e data de emprego.

A nota da empresa afirma que a violação de dados também pode incluir dados de cônjuges e dependentes, tanto dos dos atuais quanto dos ex-funcionários, incluindo nome, endereço, data de nascimento, número do Seguro Social.

De acordo com a mídia , a violação de dados foi resultado da infecção do ransomware Ragnar Locker.

Com agências internacionais

Compartilhar:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest