Cyber preocupa 71% dos gerentes de prédios inteligentes

Só 44% possuem solução de segurança cibernética para proteger os sistemas de OT de seus edifícios
Da Redação
26/08/2021
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

Um relatório divulgado ontem pela Honeywell afirma que melhorar a segurança cibernética nos sistemas de tecnologia operacional (OT) é uma das principais prioridades de seus gerentes nos próximos 18 meses. Segundo o relatório, isso provavelmente ocorre porque mais 71% dos gerentes pesquisados ​​consideram a segurança cibernética uma preocupação. Os entrevistados citaram a segurança cibernética da OT como a melhoria que proporcionaria o maior benefício aos stakeholders.

Uma das surpresas do estudo é que apenas 44% dos entrevistados possuem atualmente uma solução de segurança cibernética para proteger seus sistemas de OT de ameaças potenciais. Além disso, apenas um terço (33%) planeja investir em produtos de segurança cibernética OT nos próximos 12 a 18 meses.

Veja isso
Gartner alerta sobre perigos de IoT
Microsoft compra ReFirm Labs, empresa de segurança de IoT

Perto de 1/4 dos entrevistados relatou incidentes cibernéticos em facilities (Clique para ampliar)

Intitulado “Protegendo a tecnologia operacional em instalações contra ameaças cibernéticas: restrições e realidades”, o relatório é o terceiro da série “2021 Building Trends”, da Honeywell, e apresenta os desafios, prioridades e avaliações dos gerentes de instalações pesquisados ​​nos Estados Unidos, Alemanha e China. Eles trabalham em facilities de educação, saúde, data center e setor imobiliário. Os resultados da pesquisa indicam que os gerentes das instalações reconhecem a ameaça potencial de um ataque cibernético OT e reconhecem a importância para os ocupantes do edifício.

A pesquisa descobriu que mais de 1 em cada 4 gerentes de instalações pesquisados ​​(27%) experimentaram uma violação cibernética de seus sistemas OT nos últimos 12 meses, e 66% dos entrevistados veem o gerenciamento da segurança cibernética em OT como uma de suas responsabilidades mais difíceis.

A covid-19, entre outros fatores, levou muitos entrevistados a ajustar suas prioridades de curto prazo. A maioria (56%) está atualmente mais disposta a investir em soluções focadas na segurança (incluindo segurança cibernética de OT) do que antes do início da pandemia.

O relatório está em hxxps://hwll.co/rc3c8t

Com informações da assessoria de imprensa

Compartilhar:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest