Cryptojacking pegou 81 mil roteadores no Brasil

Paulo Brito
06/10/2018
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
coinhive
Relatório mostra a contaminação no Brasil hoje 6/10 às 18:40

A rede de mineração Coinhive continua crescendo: dois meses atrás tinha fisgado 170 mil roteadores mas agora são 255 mil no mundo inteiro. Mas a pior notícia é que 81 mil deles estão no Brasil, praticamente todos da marca Mikrotik, utilizados por provedores de acesso. A rede continua crescendo com rapidez: 15 horas antes da publicação deste texto o total de roteadores infectados no mundo era de 242 mil. Nesse ritmo, a praga está contaminando 9500 roteadores todos os dias. Claro que muitos são ressetados e assim ficam novamente limpos. Mas a campanha continua.

O Coinhive é um serviço de mineração de criptomoeda, projetado para ser instalado em sites. O código usa parte ou todo o poder de computação de qualquer navegador que visite o site, inscrevendo a máquina numa rede de ‘mineração’ do Monero. O acompanhamento desses números é feito principalmente pelo pesquisador de segurança @bad_packets, que mantém dados atualizados em sua conta no Twitter. Segundo o pesquisador, essa botnet começou com roteadores no Brasil, e em pouco tempo começou a infectar dispositivos de todo o mundo. No dia 2 de Agosto deste ano seu tamanho já ultrapassava a marca de 170.000 roteadores MikroTik comprometidos.

 

Compartilhar:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest