John-McAfee-by-Gage-Skidmore-1.jpg

Criador do antivírus John McAfee é preso sob acusação de evasão fiscal

Preso na Espanha, empresário agora enfrentará um processo de extradição para os Estados Unidos, onde é acusado de evasão fiscal
Da Redação
06/10/2020
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

O empresário criador do software antivírus John McAfee foi preso na Espanha e agora vai enfrentar um processo de extradição para os Estados Unidos, onde é acusado de evasão fiscal. Os promotores americanos dizem que ele deixou de apresentar declarações de imposto de renda por quatro anos, apesar de ganhar milhões com trabalhos de consultoria, palestras, negociações com criptomoedas e venda dos direitos autorais sobre sua história de vida.

Nenhuma das receitas está ligada à empresa de software que leva seu nome. McAfee não comentou publicamente sobre as acusações. Se condenado, ele pode pegar até 30 anos de prisão.

Em um comunicado, o Departamento de Justiça dos EUA disse que McAfee supostamente acobertou obrigações fiscais ao ter seus rendimentos pagos em contas bancárias e de criptomoeda em nome de terceiros. Como resultado, o DoJ alega que ele não apresentou nenhuma declaração de imposto de renda de 2014 a 2018. McAfee também é acusado de ocultar bens, incluindo um iate e imóveis em nome de terceiros.

As acusações foram anunciadas logo após a Securities and Exchange Commission (SEC), órgão americano semelhante à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) do Brasil, revelar que havia movido ações civis contra McAfee. O órgão regulador alega que McAfee ganhou mais de US$ 23 milhões ao “alavancar sua fama” e recomendar sete ofertas de criptomoedas entre 2017 e 2018, que supostamente se revelaram “essencialmente inúteis”, sem revelar se ele foi pago para isso.

Veja isso
McAfee reapresenta nos EUA pedido de abertura de capital
McAfee anuncia parceria para operações no Google Cloud

A SEC vem tentando impor uma penalidade civil a ele e impedir que obtenha quaisquer “ganhos indevidos” com juros. Também deseja proibi-lo permanentemente de atuar como executivo ou diretor de qualquer empresa listada em bolsas, ou qualquer empresa que apresente relatórios à SEC.

Figura controversa

McAfee é uma figura controversa no setor de tecnologia. Ele ganhou destaque na década de 1980, quando fundou uma empresa que lançou o primeiro software antivírus comercial, o McAfee VirusScan, e ajudou a desencadear uma indústria multibilionária. Embora esse negócio já tenha sido vendido para a Intel, ele ainda desenvolve seus próprios produtos de segurança cibernética.

O empresário, que nasceu no Reino Unido, também lançou propostas infrutíferas para se tornar o candidato do Partido Libertário às eleições presidenciais de 2016 e 2020. McAfee já expressou seu desdém por recolher impostos, tuitando no ano passado que não havia apresentado declarações de impostos por oito anos porque “os impostos são ilegais”.

No ano passado, ele foi detido brevemente na República Dominicana por supostamente trazer armas para o país. Em 2012, McAfee ganhou as manchetes depois que a polícia de Belize começou a investigar a morte de seu vizinho, o empresário da Flórida Gregory Faull, e nomeou McAfee como uma “pessoa de interesse”. McAfee deixou o país após a morte do empresário, dizendo que temia por sua própria segurança, e disse que não tinha “nenhuma conexão” com o assassinato. Com agências de notícias internacionais.

Compartilhar:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest