Corrida armamentista cibernética chega a um ponto sem retorno

Atores de ameaças passaram a usar armazenamento e ferramentas avançadas baseados em nuvem para criar eficácia e volume recorde de ataques de ransomware
Da Redação
16/03/2021
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

“2020 ofereceu trouxe uma tempestade perfeita para os cibercriminosos e um ponto crítico para a corrida armamentista cibernética”, disse CEO da SonicWall, Bill Conner, ao analisar os dados da pesquisa de risco publicada ontempela empresa. “A pandemia – junto com o trabalho remoto, um clima político carregado, preços recordes de criptomoeda e agentes de ameaças que usam ferramentas e armazenamento em nuvem – levaram a eficácia e o volume dos ataques cibernéticos a novos patamares. Esta última inteligência de ameaças oferece uma visão de como os criminosos cibernéticos mudaram e refinaram suas táticas, pintando um quadro do que estão fazendo em meio ao futuro incerto que se avizinha”.

O “2021 SonicWall Cyber ​​Threat Report” destaca como a COVID-19 forneceu aos agentes de ameaças ampla oportunidade para ataques mais poderosos, agressivos e numerosos, prosperando com o medo e a incerteza das forças de trabalho remotas e móveis navegando em redes corporativas de suas casas. “Não existe um código de conduta quando se trata de cibercriminosos, seus métodos de ataque e a seleção de seus alvos”, disse Conner. “A tecnologia está avançando a um ritmo sem precedentes. Ameaças que antes se pensava que estavam a dois ou três anos agora são uma realidade, com ferramentas do tipo faça você mesmo, baseadas na nuvem, criando um exército de cibercriminosos armados com a mesma força e impacto devastadores de um estado-nação ou empresa criminosa maior. As organizações devem permanecer vigilantes e proativas para fortalecer sua postura de segurança cibernética.

A pesquisa mostra por exemplo que:

  • O ransomware disparou, com aumento de 62% desde 2019
  • Arquivos do Office já superam os PDFs na preferência dos cibercriminosos (perto de 25% dos arquivos maliciosos)
  • 74% a mais em novas variantes de malware a cada ano
  • Cryptojacking há três anos subindo 28% ao ano
  • Malware de IoT aumentando 66%
  • Varejo, saúde e governo enfrentam crescente volume de ransomware

Veja isso
Biden propõe alocar US$ 10 bilhões para fortalecer ciberdefesa
Reino unido apresenta primeira tropa de ciberdefesa

Os dados para o relatório são coletados de mais de 1,1 milhão de sensores estrategicamente colocados em mais de 215 países e territórios ao redor do mundo, bem como vetor cruzado e informações relacionadas a ameaças compartilhadas entre os sistemas de segurança da SonicWall, incluindo firewalls, dispositivos de segurança de e-mail, soluções de segurança de endpoint, honeypots , sistemas de filtragem de conteúdo e a sandbox de vários mecanismos SonicWall Capture Advanced Threat Protection (ATP).

Com agências internacionais

Compartilhar:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

ATENÇÃO: INCLUA [email protected] NOS CONTATOS DE EMAIL

(para a newsletter não cair no SPAM)