Coreia do Sul reinventa o stuxnet

Paulo Brito
24/02/2014
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

Coreia do Sul reinventa o stuxnetForças militares da Coreia do Sul estão desenvolvendo mais armas cibernéticas, desta vez para atingir e danificar as instalações nucleares da Coreia do Norte, diz a agência de notícias Yohnap. A informação foi prestada pelo ministro da defesa na última quarta-feira ao explicar a ciberpolítica de longo prazo ao comitê de defesa do parlamento.
A convocação do ministro ao parlamento foi feita para que ele respondesse às acusações de que recursos de ciberdefesa sob as ordens do Cyber Warfare Command foram utilizados para influenciar a opinião pública durante as eleições presidenciais de 2012. O ministro prometeu endurecer a fiscalização no uso de redes sociais pelos funcionários da área durante suas missões de guerra psicológica contra atividades de propaganda da Coreia do Norte.
A próxima fase desse trabalho será justamente desenvolver ferramentas de ataque como o Stuxnet, vírus que danificou centrífugas de enriquecimento de urânio e retardou seu programa nuclear. Os EUA e Israel foram acusados de terem desenvolvido o vírus em conjunto, para contaminar sistemas de controle industrial do tipo SCADA. No caso da Coreia do Norte, a intenção é desativar as instalações nucleares e de lançamento de mísseis.

Compartilhar:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest