Coordenadora da Stefanini Rafael destaca mulheres em cyber

Paulo Brito
12/11/2019
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

Sueli Alves recomenda a área para mulheres interessadas numa excelente carreira, com grandes desafios e oportunidades de crescimento

 Sueli Alves coordena a área de ‘Operações e Segurança da Informação’ da Stefanini Rafael
Sueli Alves coordena a área de ‘Operações e Segurança da Informação’ da Stefanini Rafael

Mulheres ainda são uma raridade na área de segurança. Mas quando aparecem, elas se destacam. Quer um bom exemplo? Então vamos lá: o Grupo Stefanini tem uma joint venture com a israelense Rafael, especializada em soluções avançadas de inteligência e de ciberdefesa. A empresa se chama Stefanini Rafael. Pois quem coordena a área de ‘Operações e Segurança da Informação’ é Sueli Alves. Nesta entrevista pingue-pongue com o CISO Advisor, Sueli conta como desenvolveu sua carreira até chegar a esse posto de destaque no setor.

Como foi o seu percurso profissional desde a sua graduação ou estágio até a área de Cyber segurança?

Comecei minha carreira de TI aos 18 anos, dando aulas de informática, após concluir o curso de Processamento de Dados em colégio técnico. Minha graduação foi em Sistemas da Informação. Durante a minha formação, as oportunidades foram surgindo e passei por uma grande empresa, onde fiquei sete anos. Durante essa trajetória, trabalhei com projetos de Infraestrutura e Segurança Corporativa. Obtive algumas certificações em Segurança da Informação e Governança de Risco e Compliance. Na Stefanini, atuei durante sete anos, em consultoria na área de Segurança Corporativa e de aplicações. Já na Stefanini Rafael estou há um ano atuando na área GRC (Governança, Risco e Compliance) de Cyber Security.

Essa área foi uma escolha sua ou para chegar a ela foi um caminho natural?

Eu sempre gostei de atuar com segurança da informação. E à medida em que fui me especializando, as oportunidades foram aparecendo. Trilhei o caminho até chegar à Stefanini Rafael. É um diferencial para qualquer profissional trabalhar com as ferramentas israelenses da empresa Rafael.

Você sente alguma espécie de pressão, preconceito ou diferença pelo fato de ser mulher nessa área? Em caso positivo pode detalhar?

Eu não senti nenhum tipo de pressão ou tratamento diferenciado por ser mulher. Muito pelo contrário, sempre fui respeitada.

Que comentários você pode fazer sobre os níveis salariais para mulheres nessa área?

Eu faço contratações para minha equipe e não há diferença de salários. O que eu vejo é que as mulheres não gostam muito da área de tecnologia. Portanto, fica mais difícil a inclusão feminina. São profissões que exigem bastante conhecimento e especialização. Mas, no geral, nunca fizemos diferença por gênero e sim pelo conhecimento ou especializações. Mesmo assim, convém promover ações de incentivo para inserir, cada vez mais, a mulher nesse segmento.

Qual é o pior problema da área que você tem de resolver? Qual será a solução para ele?

Gestão de pessoas é o pior problema. Ele será sempre um desafio em qualquer área, mas em Cyber Security é ainda maior. A flexibilidade do profissional em se adaptar às mudanças será sempre um diferencial e uma característica imprescindível. Pessoas resistentes não conseguirão se adaptar ao mercado cyber segurança.

Você aconselharia outras colegas a mudarem para a área de cibersegurança? Por que?

Sim, indicaria até porque a área está bem defasada de profissionais femininas. Nós temos algumas características que complementam o o trabalho em cyber do gênero masculino no que se refere a processos e tecnologia.

Alguma consideração ou reflexão sobre o fato de ser mulher e trabalhar em cibersegurança?

Para quem gosta da ideia de trabalhar com algo que ama e não quer passar o resto da vida fazendo a mesma coisa, cibersegurança será um excelente caminho para grandes desafios e oportunidades de crescimento.

Compartilhar:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest