follow-us-2395640_640.jpg

Contas do Twitter e Instagram são hackeadas

Da Redação
09/02/2020
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

Contas foram acessadas por meio do Khoros, plataforma de marketing que permite que as pessoas gerenciem suas contas de mídia social em um único espaço

follow-us-2395640_640.jpg

As contas do Twitter e do Instagram, pertencentes ao Facebook, foram invadidas por hackers na sexta-feira, 7. O grupo de hackers, chamado OurMine, postou uma mensagem nos perfis da empresa nas duas redes sociais em que se lia: ” “Olá, somos o OurMine. Bem, até o Facebook pode ser hackeado, mas pelo menos a segurança deles é melhor que a do Twitter. Para melhorar a segurança de suas contas, contate-nos”. Embora as contas tenham sido restauradas, o grupo de hackers postou a mesma mensagem nas contas do Messenger.

O OurMine disse que o objetivo do hacking foi mostrar a grande vulnerabilidade do ciberespaço. Em janeiro, eles atacaram e sequestraram dezenas de contas de equipes da Liga Nacional de Futebol (NFL) dos EUA.

O Twitter confirmou que as contas foram hackeadas, ainda que por terceiros, e que foram bloqueadas. “Assim que tomamos conhecimento do problema, bloqueamos as contas comprometidas e estamos trabalhando em estreita colaboração com nossos parceiros no Facebook para restaurá-las”, afirmou o Twitter em comunicado.

As contas foram acessadas por meio do Khoros, plataforma de marketing que permite que as pessoas gerenciem suas contas de mídia social em um único espaço. Ela pode ser usada pelas empresas para gerenciar suas comunicações de mídia social. Plataformas como o Khoros têm os dados de login dos clientes. O OurMine diz ter obtido acesso a essas contas através dessa plataforma.

O OurMine é um grupo de hackers sediado em Dubai, conhecido por atacar contas de empresas e pessoas de alto nível. Ele invadiu contas de redes sociais de várias pessoas influentes, como o fundador do Twitter, Jack Dorsey, o executivo-chefe do Google, Sundar Pichai, e as contas corporativas da Netflix e ESPN.

De acordo com o OurMine, seus ataques têm o objetivo de mostrar às pessoas vulnerabilidades de segurança cibernética e aconselha que as vítimas usem seus serviços para melhorar a segurança. Com agências de notícias internacionais.

Compartilhar:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest