data center

Configuração errada ganha título de ameaça #1 em segurança de nuvem

Falhas de configuração representam a maior ameaça à segurança de nuvem, dizem numa pesquisa 68% dos profissionais de TI
Da Redação
13/08/2020
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

Configuração incorreta da plataforma (68%), acesso não autorizado (58%), interfaces inseguras (52%) e sequestro de contas (50%). Esses são os quatro fantasmas que apavoram os gestores de TI responsáveis pela administração de recursos hospedados em nuvens públicas, revela o estudo Cloud Security Report 2020, elaborado pela CyberSecurity Insiders a pedido da Check Point Software.

A segurança das nuvens preocupa demais os executivos de TI: um total de 75% deles declararam estar “muito” ou “extremamente” preocupados com o assunto. E uma maioria de 52% acreditando que os riscos são maiores na nuvem pública do que nos datacenters locais.

Veja isso
Segurança de nuvem pública, Brasil: 79% sofrem incidentes
Mercado de segurança em nuvem cresce a 25% ao ano até 2027

As preocupações com a segurança criaram diversas barreiras à adoção de serviços em nuvem, das quais a principal tem sido a falta de pessoal qualificado, com 55% dos entrevistados apontando esse fator. Isso pode ajudar a explicar as preocupações dos entrevistados sobre erros de configuração, especialmente porque 68% dessas organizações estão usando dois ou mais provedores de nuvem pública – aumentando a complexidade.

Outras barreiras incluíram restrições de orçamento (46%), problemas de privacidade de dados (37%) e uma falta de integração com a segurança local (36%). O número de organizações que estão inconfortáveis com as ferramentas de segurança existentes também aumentou em relação ao ano passado, de 66% para 82% – indicando que muitas ainda podem estar tentando aplicar tecnologias locais a ambientes em nuvem.

Com agências internacionais

Compartilhar:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest