CISA cria lista de profissionais críticos no Covid-19

A Agência de Segurança Cibernética e Infraestrutura dos EUA identificou os trabalhadores considerados essenciais para proteger a as infraestruturas críticas do país durante a pandemia do coronavírus

A Agência de Segurança Cibernética e Infraestrutura (CISA) dos Estados Unidos identificou os trabalhadores considerados críticos para proteger a segurança pública e a segurança econômica e nacional, em um esforço para ajudar estados e municípios a priorizar suas respostas durante a pandemia de coronavírus.

board-1065698_640.jpg

Um memorando e anexo de 19 deste mês o diretor da CISA, Chris Krebs, lista os trabalhadores essenciais para a viabilidade contínua das infraestruturas críticas nos 16 setores essenciais, que incluem saúde pública, serviços públicos, telecomunicações, TI, transporte e logística, aplicação da lei e obras públicas.

Veja isso

Profissionais mudariam completamente segurança se pudessem

CISOS estão vivendo com altos níveis de estresse e desgaste

 “A dependência de tecnologia e cadeias de suprimentos just-in-time significa que certos trabalhadores devem poder acessar determinados locais, instalações e ativos para garantir a continuidade das funções”, disse Krebs. A lista foi desenvolvida em parceria com órgãos federais, especialistas do setor e autoridades estaduais e locais e reconhece que as decisões e respostas serão executadas localmente.

Quando se trata de funcionários de TI e comunicações considerados essenciais, a lista inclui:

  • . Trabalhadores que comandam data center, administradores de sistemas, pessoal de segurança e gerentes de TI — assim como fabricantes e fornecedores de equipamentos — responsáveis ​​por TI e comunicações usadas pelas forças policiais, segurança pública, medicina, energia e outras indústrias críticas.
  • . Profissionais que mantêm infraestrutura de comunicações públicas e privadas e redes regionais.
  • . Funcionários de segurança cibernética que respondem a ataques a infraestruturas críticas.
  • . Equipes de suporte a infraestruturas de tecnologia para serviços de computação, como infraestrutura de negócios de computação em nuvem e serviços baseados na web.
  • . Equipes de atendimento ao cliente e de suporte técnico para ajudar os funcionários na transição para o trabalho remoto e para suportar folha de pagamento, cobrança, fraude e solução de problemas.

A lista sugere que as autoridades estaduais e locais, juntamente com parceiros do setor, usem seu conhecimento na implementação das orientações, enquanto trabalham para equilibrar a segurança pública para a prestação de serviços. “A CISA continuará trabalhando com nossos parceiros da comunidade de infraestrutura crítica para atualizar esta lista à medida que a resposta da nação ao Covid-19 evoluir”, escreveu Krebs.

Compartilhe
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp