Ciberataque pode ter disparado sirenes de alerta em Israel

Sirenes soaram em Eilat e Jerusalém na noite de domingo; suspeita-se de ataque iraniano aos sistemas de alerta civis públicos
Da Redação
21/06/2022

A agência de segurança do governo israelense “Comando da Frente Interna” informou ontem que um ataque cibernético foi a causa do disparo de sirenes de alerta em Eilat e Jerusalém na noite de domingo. As sirenes são utilizadas em alertas do governo para situações de perigo, especialmente de bombardeio. A principal suspeita até o momento é de que os autores do ataque sejam iranianos.

Veja isso
Grupo reivindica ataque a infraestrutura crítica de Israel
Spam com foto de acidente cancela vôo em Israel

O comunicado do Comando da Frente Interna disse que as sirenes de domingo à noite foram as dos sistemas civis locais de Alerta Público (Public Announcement) e não do sistema nacional. A declaração acrescenta que as autoridades adotaram imediatamente medidas de proteção nesses sistemas após o ataque.

No ano passado, houve um aumento nas suspeitas de ataques cibernéticos iranianos a Israel, bem como um aumento nas tentativas do Irã de recrutar novos agentes contra Israel. No mês passado, foi revelado que o Irã tentou usar contas falsas do Facebook e WhatsApp para coletar dados sobre israelenses.

Compartilhar:

Últimas Notícias