China pede o fim de acusações de ciberataques

Paulo Brito
15/08/2015
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

Uma porta-voz do Ministério das Relações Exteriores reiterou na quinta-feira a oposição firme da China a ciberataques e seu compromisso para combatê-los de todas as formas. A porta-voz Hua Chunying fez os comentários ao responder a uma pergunta sobre como a China e os Estados Unidos devem lidar com as questões de cibersegurança.

“Os ciberataques tendem a ser transnacionais e anônimos”, informou Hua, acrescentando que isso foi um problema complicado e global. Hua indicou que a China tinha sido o objetivo de ciberataques no exterior, que ameaçou severamente a segurança e os interesses nacionais. A China pediu pelo fortalecimento do diálogo e da cooperação, de acordo com a porta-voz, apontando que “suposições selvagens e insultos maliciosos” não ajudarão na questão.

A China e os EUA tiveram interesses comuns, indicou Hua, notando que a cibersegurança deve tornar-se uma área de cooperação em vez de uma fonte de atrito. Hua disse que a China esperava que os EUA pudessem manter uma atitude construtiva, criando condições necessárias para uma maior cooperação com base no respeito e confiança mútuos. A China espera que os EUA trabalhem com a comunidade internacional para construir um ciberespaço pacífico, seguro, aberto e cooperativo, acrescentou.

Compartilhar:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

ATENÇÃO: INCLUA [email protected] NOS CONTATOS DE EMAIL

(para a newsletter não cair no SPAM)