Cai RaidForums, um dos maiores fóruns hackers do mundo

Da Redação
12/04/2022

A Europol divulgou hoje os resultados de sua Operação Tourniquet, um dos quais foi o fechamento do ‘RaidForums’, uma combinação de fórum e marketplace para venda de dados. A infraestrutura do fórum foi apreendida, num complexo esforço de aplicação da lei coordenado pela Europol com investigações independentes dos Estados Unidos, Reino Unido, Suécia, Portugal e Romênia. O administrador do fórum e dois de seus cúmplices também foram presos: Diogo Santos Coelho, 21, de Portugal, é um deles. Coelho foi preso no Reino Unido em 31 de janeiro, a pedido da Justiça dos Estados Unidos, e permanece detido até a resolução de seu processo de extradição.

Ao ser fechado, o fórum tinha perto de 530 mil usuários.

Veja isso
Governo brasileiro derruba domínio do RaidForums
Ucrânia convoca comunidade hacker a defender o país

Registros judiciais revelados hoje indicam que os Estados Unidos obtiveram recentemente autorização judicial para apreender três domínios que há muito hospedavam o site RaidForums. Esses domínios eram “raidforums.com”, “Rf.ws” e “Raid.lol”. De acordo com a declaração apresentada em apoio a essas apreensões, de 2016 a fevereiro de 2022, o RaidForums serviu como um importante mercado online para indivíduos comprarem e venderem bancos de dados hackeados ou roubados contendo informações pessoais e financeiras confidenciais de vítimas inclusive do Brasil – incluindo dados bancários, informações de cartão de crédito, credenciais de login e números de previdência social.

Antes de sua apreensão, os membros do RaidForums usavam a plataforma para oferecer centenas de bancos de dados de dados roubados, contendo mais de 10 bilhões de registros únicos para indivíduos residentes nos Estados Unidos e internacionalmente. Na época de sua fundação em 2015, o RaidForums também operava como um local online para organizar e apoiar formas de assédio eletrônico, inclusive por “invasão” – postando ou enviando um grande volume de contato para o meio de comunicação online de uma vítima – ou “swatting” – a prática de fazer relatórios falsos a agências de segurança pública sobre situações que exigiriam uma resposta armada significativa e imediata da aplicação da lei.

Compartilhar: