bank-banco-money-dinheiro

Bug e roubo obrigam Santander a fechar caixas automáticos nos EUA

Uma falha foi descoberta e explorada por bandidos, mas a polícia entrou em ação e prendeu 50 pessoas em três estados
Da Redação
19/08/2020
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

O Banco Santander precisou manter fechada ontem uma parte de sua rede de caixas eletrônicos em cidades de Nova York, New Jersey e Connecticut após descobrir que eles estavam ficando sem dinheiro, e embora os registros de saques não totalizassem o valor originalmente armazenado – o dinheiro estava desaparecendo. O que havia, autoridades policiais americanas, era uma falha de software, que foi descoberta e compartilhada entre gangues, e a seguir explorada nos três estados. A descoberta do problema e um alerta para a polícia e FBI levaram ontem à prisão de 50 suspeitos em em seis cidades. Além dessas seis, foram feitos saques em mais nove cidades, incluindo Nova York. O golpe aplicado pelos criminosos permitia o saque de uma quantidade de dinheiro superior ao  solicitado ou ao valor do saldo disponível na conta. Num deles, os membros da gangue se desentenderam e iniciaram um tiroteio.

A falha permitiu inclusive que os criminosos utilizassem cartões falsificados ou cartões de débito pré-pagos.  Fontes da comunidade de inteligência informaram ao portal ZDNet que os detalhes sobre essa falha de software foram inicialmente mantidos em sigilo e depois compartilhados e vendidos entre membros e grupos de fraude bancária durante vários dias.

Veja isso
Falhas em drivers permitem ataques a caixas eletrônicos
Ataque com software descarrega dinheiro de ATMs

Como os detalhes da falha acabaram vazando, foram sendo compartilhados pelo Telegram, pelo Instagram e por outras redes sociais, de modo que  um número muito grande de pessoas começou a fazer saques não autorizados nos caixas eletrônicos do Banco Santander. Isso chamou a atenção do banco e levou os funcionários a investigarem o problema.

Ao descobrirem, os funcionários comunicaram as autoridades policiais, que esta semana começaram as investigações nos três estados americanos. Para evitar mais perdas, o Santander fechou todos os caixas eletrônicos da região durante o dia de ontem, terça-feira, 18 de agosto. Num comunicado, o Santander informou que hoje os caixas voltaram ao ar, mas abertos apenas para seus clientes e não de outros bancos. A instituição avisou que não houve impacto nas contas dos clientes e que todos os seus funcionários estão seguros, referindo-se ao tiroteio entre membros de uma das gangues que fez saques.

Em Madrid, a polícia prendeu no último fim-de-semana seis pessoas também pelo uso de uma nova forma de fraude baseada na manipulação de caixas eletrônicos. Os criminosos usaram a técnica de ‘teller hooking’. Ela consiste em solicitar um saque de 1.000 euros e introduzir um gancho metálico (o teller hook) no momento da abertura do dispensador de cédulas paa roubar o dinheiro antes que ele seja exposto para o cliente. Como o dinheiro é removido antes do final da operação, ela acaba sendo cancelada porque o ATM registra uma falha. Assim, o valor não é debitado na conta do titular.

O grupo criminoso roubou mais de 200.000 euros com essa nova técnica. A segurança dos ATMs foi atualizada para responder a esse novo truque dos criminosos.

Com agências internacionais

Compartilhar:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

Inscrição na lista CISO Advisor

* campo obrigatório