BRToken vai para os EUA como Datablink

Paulo Brito
27/11/2014
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

BRToken vai para os EUA como DatablinkA Datablink, Inc., fornecedor global de soluções avançadas para autenticação e prevenção de fraudes, anuncia o início de suas operações.  A nova empresa foi criada a partir da brasileira BRToken, com experiência de sete anos no mercado de autenticação de usuário e assinatura de transação.

Na concepção da Datablink a tradicional tecnologia de token é desatualizada e vulnerável para combater as atuais ameaças. Com exclusivas soluções mobile e tecnologia patenteada pela BRToken, é possível que os dispositivos leiam informações na tela, autenticando o usuário ou verificando os dados das transações. A linha de soluções da Datablink para autenticação avançada e assinatura de transações oferece segurança incomparável e a uma maior facilidade de uso.

Porque a Datablink é diferente?

Quer trate-se de um dispositivo físico Datablink ou aplicativo mobile, ambas as tecnologias exigem a presença física do autenticador para a operação do usuário ao mesmo tempo em que emprega as técnicas de desafio e resposta. Nenhum outro fornecedor oferece este nível de facilidade de uso.

Os dispositivos físicos da Datablink criam um canal seguro com o backend de uma organização. Isto permite autenticações avançadas e assinatura de transações financeiras por meio da leitura de uma imagem piscante, gerando uma senha ou assinatura dinâmica. O usuário simplesmente pressiona o botão inferior para ingressar no modo de leitura, aponta o sensor na direção de uma imagem piscante na tela do computador ou qualquer outro dispositivo e confirma que os valores da transação apresentados estão corretos. Uma assinatura eletrônica então é gerada.

Os aplicativos mobile da Datablink permitem aos usuários receber uma notificação Push em seu telefone, incluindo o seu pedido de aprovação da tentativa de autenticação ou os detalhes da transação, assim como um pedido de verificação. Após checar os detalhes da transação os dados são automaticamente transmitidos ao backend e a transação é aprovada ou recusada. Se nenhum canal de informação está disponível, o usuário pode utilizar o app Datablink para capturar um QR Code com a câmera de seu telefone, exibindo o desafio da autenticação ou os valores da transação na tela do dispositivo. O usuário confirma e valida a transação, gerando uma assinatura eletrônica.

“Estamos orgulhosos em anunciar o início das operações da Datablink assim como nossa sede nos Estados Unidos, em Tysons Corner, na Virginia”, afirma Shlomi Yanai, presidente e CEO da Datablink. “A companhia oferece uma poderosa combinação de tecnologia e liderança no mercado de segurança da tecnologia de informação. Enxergamos grandes oportunidades para aproveitar o sucesso da BRToken na América Latina e expandir a utilização das soluções de autenticação e assinatura de transações avançadas da Datablink em todo o mundo”.

Alexandre Cagnoni, que até então era diretor de tecnologia da BRToken, agora atuará como CTO da Datablink. Cesar Lovisaro, que era o diretor comercial, será vice-presidente de contas estratégicas. Fernando Lau passa a ser diretor de operações da nova empresa.

Compartilhar:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest