banner senha segura
senhasegura
videogame

Brasileiros são os que mais buscam trapaças, cheats e hacks de videogames

Empresa de jogos Ruby Fortune fez o ranking examinando buscas do Google Trends e também números do site Ahref
Da Redação
28/08/2020
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

O Brasil é o país onde os usuários de videogame mais fazem buscas para achar esquemas para ganhar desonestamente. O país é líder nas buscas por cheats (trapaças), hacks e bots para utilização em videogames. A descoberta foi feita pela empresa de jogos de cassino Ruby Fortune, ao analidar dados da plataforma Google Trends e os números da portal Ahref. Com os dados coletados sobre as buscas em cerca de cem países, a empresa construiu um mapa do que supõe ser o daqueles que mais se utilizam de trapaças nos videogames.

O Brasil está em primeiro lugar no ranking geral; os Estados Unidos ficam em primeiro no uso de bots e de hacks, enquanto a Indonésia lidera em uso de código. O jogo mais atingido pelas trapaças no ranking geral é o MineCraft. No ranking geral, a Islândia está em último lugar e a China por algumas razões não aparece. Mas dados do provedor de tecnologia anti-trapaça da BattlEye indicam que em determinado momento 99% dos trapaceiros banidos do jogo eram da China.

Veja isso
Australianos instalam ‘Doom’ em caixa eletrônico NCR
Brasil: só 15% confiam na segurança de cartões

Os golpes dados durante partidas de videogames servem para tornar os jogadores invencíveis, para dar a eles a possibilidade de ter um número ilimitado de armas ou de munição, assim como de outros recursos, de modo que eles possam vencer qualquer oponente em qualquer partida. Estes são os 10 países com o maior número de buscas por cheats, bots e hacks de jogos:

  1. Brasil
  2. Georgia
  3. Iraque
  4. Paquistão
  5. Portugal
  6. Grécia
  7. Bulgária
  8. Argélia
  9. Romênia
  10. Azerbaijão

O relatório analisou a frequência de consultas para os videogames mais jogados: foram analisados 100 países com base no tamanho da sua população. Os jogos analisados foram os títulos disputados entre muitos jogadores mais utilizados no ano passado. Os jogadores brasileiros foram apontados como os piores infratores, com uma tendência particular para enganar os fãs do League of Legends, do Roblox e do Minecraft.

Embora a China seja tenha grande população e grande número de jogadores,  o grande Firewall do governo bloqueia as pesquisas feitas pelos chineses no Google, dando preferência a mecanismos de pesquisa chineses, como por exemplo o Baidu. No entanto o gosto dos chineses pelos videogames é tão conhecido, que tempos atrás a Dell anunciou na China um laptop voltado ao mercado de games do país. 

O estudo mostrou também que a trapaça aumentou durante a quarentena, de modo que as pesquisas no mundo inteiro pelos temas de trapaça cresceram 104% entre fevereiro em junho e junho. 

Com agências internacionais

Compartilhar:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

Inscrição na lista CISO Advisor

* campo obrigatório