Brasil é recordista em vazamentos de dados de cartão de crédito

Levantamento constatou 6.862 casos de phishing no período de 1º de julho a 30 de setembro no país

e-commerce-3228418_640.jpg

O número de ataques que capturam informações pessoais, como senhas, dados de cartão de crédito, CPF e número de contas bancárias — prática conhecida como phishing —, no terceiro trimestre cresceu 113% em relação aos três primeiros meses do ano no Brasil. Levantamento realizado pela Axur, empresa de monitoramento e reação a riscos digitais, constatou 6.862 casos de phishing no período de 1º de julho a 30 de setembro no país.

Os ataques ocorrem quando cibercriminosos enviam e-mails falsos ou propagandas fraudulentas também em redes sociais, por exemplo, direcionando o usuário a websites adulterados, porém com identidades visuais praticamente iguais às originais.


Como nos dois primeiros trimestres do ano, os setores mais afetados por esse tipo de crime foram os de software como serviço (SaaS)ewebmail, e-commerce e bancos e financeiras (veja gráfico abaixo). Comprovando o exponencial aumento, foram identificados 2.645 ataques de phishing apenas em agosto, correspondendo a 82% das detecções de todo o primeiro trimestre. A tendência de crescimento ao longo dos meses no país acompanha o movimento mundial, como mostra relatório da APWG (Anti Phishing Working Group).

Um dos três setores mais afetados é o de e-commerce, que se destaca pelo constante crescimento no número de fraudes. Além de o mês de agosto ter registrado o pico absoluto de detecções do ano (1.024 casos), o último trimestre contabilizou 3.025 ataques de phishing — o que representa um aumento de 24%em comparação com os 2.440 casos dos três meses anteriores.

Dentre as diversas modalidades criminosas na internet monitoradas pelo Relatório da Atividade Criminosa online no Brasil da Axur, também se destaca o vazamento de credenciais (e-mails com senha) e dados de cartões de crédito. Com a análise de BINs (Bank International Numbers, os seis primeiros dígitos de qualquer cartão) de cartões expostos, o país está no topo do ranking com mais exposições registradas globalmente. Foram 354.786 cartões vazados no Brasil, número que corresponde a 65,6% dos 540.656 cartões registrados mundialmente.

Por meio de técnicas de inteligência artificial e machine learning, a Axur pôde detectar, entre os dias 1º de julho e 30 de setembro de 2019, 167.171.700 credenciais vazadas na internet. Os registros são globais e atingiram os 9 bilhões de dados em setembro, quando o projeto de verificação de senhas vazadas MinhaSenha.com foi relançado: no trimestre, foram 759.797 credenciais de domínios .br, 47.190 domínios .br distintos e 3.829 credenciais .gov.br.

Além de atividades de phishing e vazamento de credenciais e cartões de crédito, o levantamento também contempla dados e análises de infrações associadas a uso de marca e golpes cometidos na deep e na dark web.

Compartilhe
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp