googletag.cmd.push(function() { googletag.display('div-gpt-ad-1592598795326-0'); });

Brasil: 75% não reconhecem notícia verdadeira

Paulo Brito
26/10/2018
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

Um total de 75% dos brasileiros não tem sempre a certeza de que as informações vistas nas plataformas sociais são verdadeiras. Essa é uma das conclusões de pesquisa feita pela Avast, produtora de soluções de segurança digital da República Checa, sobre os impactos das notícias falsas nos resultados das eleições brasileiras.

A Avast também perguntou aos participantes da pesquisa sobre o seu conhecimento dos bots nas redes sociais. Surpreendentemente, apenas 33,49% dos brasileiros afirmaram saber o que são e para que servem os bots. Além disso, 36% dos entrevistados disseram desconhecer o tema e 30,44% já ouviram falar a respeito, porém não sabem exatamente a função dos bots nas plataformas sociais. Em outras palavras, ninguém sabia do que se tratava.

[box type=”note” style=”rounded”]Considerados softwares (robôs), os bots são utilizados para tornar automáticas e eficientes determinadas tarefas repetitivas no mundo virtual. Uma delas é a coleta de informações relevantes na web, por meio de pesquisas com palavras-chave e hashtags, com o objetivo de ajudar os usuários.

No entanto, os bots também têm chamado a atenção de pessoas mal intencionadas que podem utilizá-los de forma indevida, para minerar dados dos usuários na internet e, especialmente em época eleitoral, fornecer informações falsas para tentar manipular a opinião das pessoas. Para isso, criam contas automatizadas que imitam o comportamento do ser humano e chegam a fazer posts, acompanhar outras contas e até interagir com pessoas reais nas redes sociais..[/box]

Ainda segundo a pesquisa da Avast, a maioria dos brasileiros (68,67%) disse que as notícias ou comentários específicos nas redes sociais podem, geralmente, influenciar a opinião política de alguém com relação a um partido político ou um candidato. O estudo mostrou ainda que 67,58% dos entrevistados não seguem candidatos ou partidos políticos nas redes sociais.

Com o uso de inteligência artificial, tem sido cada vez mais difícil reconhecer se a conta do usuário é de um bot (robô) ou de uma pessoa real. Uma boa dica para evitar que bots maliciosos se infiltrem na rede social do usuário, é não aceitar solicitações de amizade de desconhecidos.

Metodologia

Duas diferentes pesquisas com brasileiros foram conduzidas pela Avast em julho de 2018. Uma delas reuniu 1.280 entrevistados, enquanto participaram da outra 1.000 brasileiros.

Compartilhar:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest